Entretenimento e Cultura

Meghan Markle e príncipe Harry devem quebrar tradição real com a escolha da escola do filho

Harry e Meghan estariam pensando em mandar o filho para uma escola americana. A instituição que estaria sendo considerada é a Escola Internacional ACS Egham em Surrey

Redação Folha Vitória
Foto: Reprodução / Twitter

O filho de Meghan Markle e do príncipe Harry ainda nem nasceu, mas parece que já está gerando controvérsia na família real britânica. De acordo com o E! News, o casal pretende educar o filho de um modo não muito tradicional para os familiares de Harry, que frequentaram escolas britânicas, como manda a tradição.

Harry e Meghan estariam pensando em mandar o filho para uma escola americana. A instituição que estaria sendo considerada é a Escola Internacional ACS Egham em Surrey. A escola é privada e é conhecida como American Community School. Ela possui um currículo estilo americano para crianças de quatro a 18 anos de idade.

A localização da escola também seria bastante conveniente para os papais de primeira viagem, que estão em busca de mais privacidade. A escola está localizada em frente ao Windsor Great Park, próximo à futura casa do casal, Frogmore Cottage, na propriedade de Windsor.

Uma fonte revelou ao veículo que o duque e a duquesa de Sussex querem uma educação mais diversificada para o filho e que ele saiba da herança americana que possui. Ainda segundo a publicação, a escola custa entre 13 mil e 32 mil dólares.

Quando era jovem, Harry frequentou, ao lado do irmão, príncipe William, o Eton College, um internato britânico para meninos, não muito longe de Windsor. O príncipe George, no entanto, não seguiu os passos do pai e do tio, e atualmente frequenta a Thoma's London Day School, uma escola britânica perto do Palácio de Kensington.

Pontos moeda