• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Em desfile empolgante, Andaraí agita Sambão do Povo e arranca aplausos de foliões

CARNAVAL 2020

Entretenimento

Em desfile empolgante, Andaraí agita Sambão do Povo e arranca aplausos de foliões

A comissão de frente, com fantasias coloridas e muita criatividade, fez uma apresentação nota 10

Gustavo Fernando, Thaiz Blunck e Iures Wagmaker

Redação Folha Vitória
Foto: Vitor Machado

Com muitas cores, brilho e luxo, a tradicional escola de samba Andaraí entrou na briga para retornar à elite do Carnaval Capixaba apostando na história da cachaça, com o enredo "Na Pancada da Marvada - Pinga Água que Passarinho Não Bebe". Apesar disso, fechou o desfile com mais de 60 minutos, o que deve ocasionar à perda de alguns décimos. 

>>> CADERNO ESPECIAL: acompanhe todas as notícias do Carnaval 2020!

A comissão de frente, com fantasias coloridas e muita criatividade, fez uma apresentação nota 10. Durante o desfile,  escola se apresentou com alas coreografadas, destaques de chão vestidos com muito luxo e o melhor conjunto de fantasias até o momento. 

Um dos pontos altos do desfile foi a apresentação do primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, que levantou o público em frente a segunda cabine julgadora. O samba, que foi muito cantado pelos componentes, agitou as arquibancadas e os camarotes e com ajuda da bateria, tornou o desfile da escola um dos mais empolgantes da noite. 

Confira a ficha técnica:

Foto: Carnaval de Vitória
Presidente: Thiago Bandeira
Carnavalesco: Alex Santiago
Diretor de Carnaval: Edu Amorim e Thiago Nunes
Diretora Geral de Evolução: Machado
Diretor Geral de Harmonia: Oliveira
1º casal mestre sala e porta bandeira: Alana e Weskley
2º casal mestre sala e porta bandeira: Edgar e Gabriela
Coreógrafo Comissão de Frente: George Falcão
Mestre de Bateria: Kaio Amorim
Intérprete (s): Lauro
Rainha da Bateria: Carol Barcelos
Madrinha de Bateria: Mariana Almeida
Alas: 22
Carros alegóricos: 3
Tripés: 1

Enredo: Na Pancada da Marvada - Pinga Água Que Passarinho Não Bebe.

Compositores: Thiago Bandeira, Lourival das Neves, Lauro, Léo Reis, Thadeu Ronchi, Luiz Felipe e Lolo.

É na pancada que desce a marvada!
A cada dose eu volto a sorrir
“Manhagua” ponha “outra” saideira
Minha cachaça, meu amor, Andaraí!
Pingou...
Já desce a abrideira, é CARNAVAL!
Eis a serpente, dona do canavial
Que explode de emoção está avenida, tão linda!
A força do amor traduzido em Kamadeva
Flechadas de paixão, quanta nobreza!
O suco abençoado pelo bom senhor
Mas por inveja, tudo foi maliciado
Aqueceram o seu caldo
Pegou fogo o teu sabor
Nas moendas do engenho...destilação
Sofrimento na senzala...escravidão
Do melado à aguardente...
Conquistando essa gente
O xodó de uma nação
Conceitos, preconceitos... perseguições
Sofre a purinha, deusa das inspirações
Põe na mesa e passa a régua
Se segura, não escorrega!
Um brinde ao patrimônio nacional
Gira a economia, da pobreza à burguesia
Desde o país colonial o meu padroeiro, é são Benedito
Fé e devoção ao meu Santo querido
Na primeira dose um gole pra ti
E quem for beber, não vá dirigir!
O segredo “tá” no paladar,
Sinta o aroma que paira no ar
A “venenosa” pinga fogo como ninguém viu
Nossa “princesa” é a melhor do Brasil.