Lilia Cabral fala de sua personagem em Liberdade, liberdade, uma prostituta dona de bordel: - Ela é uma ativista e conspiradora

Entretenimento

Lilia Cabral fala de sua personagem em Liberdade, liberdade, uma prostituta dona de bordel: - Ela é uma ativista e conspiradora

Redação Folha Vitória

-

Ela está de volta às telinhas e arrasando ainda mais! Lilia Cabral promete brilhar na próxima novela das onze Liberdade, liberdade, da Globo, que tem previsão para estrear no dia 11 de abril.

Na trama, a atriz vai viver Virgínia, a dona do cabaré de Vila Rica, que encanta os homens pela sensualidade e inteligência. Além de sedutora, a personagem tem um espírito revolucionário e dará apoio aos rebeldes que se reúnem no cabaré. Em entrevista ao jornal O Dia, a bela contou um pouco mais sobre Virgínia:

- Toda prostituta tem um passado e com ela não é diferente. Mas, acima de tudo, ela é uma ativista e conspiradora. Ela está lutando por uma causa. Pode ter certeza de que não vou ser uma caricatura de prostituta. Ela é acima de tudo uma mulher que tem a intuição da liberdade, gosta de bolo e tem hábitos comuns a quaisquer épocas em que vive uma cafetina.

Lilia também falou um pouco do universo fictício da trama:

- Não tinha saneamento básico e as pessoas comuns (figurantes) passavam pelas pessoas no tronco, como a gente passa por mendigos hoje. Totalmente insensíveis. Como se fosse a coisa mais comum do mundo. Estou tendo tanta motivação em gravar, que ontem gravei com uma sinusite forte e esqueci completamente da dor.

E revelou que se entregou totalmente à personagem:

- Me livrei da vaidade. O cabelo é para ficar desarrumado, ela veste roupas rotas e tem um visual desconstruído. Virgínia é uma líder camuflada. Tem a postura, mas não se coloca como líder. O diretor (Vinícius Coimbra) teve o cuidado de colocar um semblante crível .

Entre as meninas do cabaré de Virgínia estão Vidinha, Yasmin Gomlevsky, Gironda, Hanna Romanazzi, e Mimi, Yanna Lavigne, moça que sonha em se casar com um príncipe e vai se apaixonar por André, Caio Blat, que é homossexual.