Beyoncé e Jay-Z homenageiam familiares após receberem prêmio por apoio à comunidade LGBTQ

Entretenimento

Beyoncé e Jay-Z homenageiam familiares após receberem prêmio por apoio à comunidade LGBTQ

O casal levou o prêmio de Vanguard Award, dedicado a aliados da causa, e que fizeram diferenças significativas na luta dos direitos humanos

Redação Folha Vitória
Foto: Reprodução

Beyoncé e Jay-Z fizeram um discurso emocionante na última quinta-feira, dia 28, durante aparição no 30º GLAAD Awards, evento que reconhece os meios de comunicação por suas representações justas, precisas e inclusivas em relação à comunidade LGBT. O casal levou o prêmio de Vanguard Award, dedicado a aliados da causa, e que fizeram diferenças significativas na luta dos direitos humanos. Durante o agradecimento, ambos emocionaram ao homenagear alguns familiares.

Assim que subiu no palco, o rapper começou falando sobre sua mãe, Gloria Carter, que assumiu ser lésbica em uma das músicas do filho do álbum 4:44, a faixa Smile.

"Esta é uma noite memorável e eu também quero, porque não fiz isso no ano passado, homenagear minha mãe que recebeu o prêmio no ano passado. Estou seguindo seus passos de amor e aceitação e também pelo belo discurso no final da música Smile, e por permitir que eu contasse sua história", disse Jay-Z.

Em seguida, Beyoncé ressaltou a importância de unir pessoas que num primeiro olhar podem ter diferenças, mas que devem conviver em paz.

"Eu diria que uma das mais belas lembranças de nossa turnê foi olhar para fora do palco todas as noites e ver os gângsters ao lado das rainhas mais fabulosas, respeitando e celebrando uns aos outros. E esse é o dever da minha parceria, conectando pessoas que, à primeira vista, parecem de mundos separados, e seja amigos ou familiares, a comunidade LGBT sempre nos apoiou", afirmou a diva.

E continuou:

"Estamos aqui para promover o amor para todos os seres humanos e a mudança começa com o apoio às pessoas mais próximas a você, então vamos dizer que eles são amados, lembrá-los de que são lindos. Vamos falar e protegê-los, e pais, vamos amar nossos filhos em sua forma mais verdadeira. Espero que continuemos a mudar os estigmas nesta comunidade, especialmente os estigmas em famílias negras", falou.

Emocionada, Beyoncé dedicou o prêmio para seu tio Johnny, que ela chamou de o homem gay mais fabuloso, que ajudou a criar minha irmã e eu.

"Ele viveu sua verdade. Ele foi corajoso e sem remorso durante um período que este país não aceitava. Testemunhar sua batalha contra o HIV foi uma das experiências mais dolorosas que já vivi. Espero que sua luta tenha servido para abrir caminhos para que outros jovens vivam livremente", disse a cantora que, no fim, ainda reconheceu a importância do marido em relação à mudança de estigmas na comunidade de hip hop