Diretor do documentário sobre Michael Jackson afirma que acusador errou as datas dos supostos abusos

Entretenimento

Diretor do documentário sobre Michael Jackson afirma que acusador errou as datas dos supostos abusos

O autor da biografia de Michael apresentou um documento em que contesta as datas, pois o local do suposto abuso foi construído apenas em 1994

Redação Folha Vitória
Foto: Reprodução Instagram

A polêmica envolvendo o documentário que acusa Michael Jackson de abuso sexual ganhou mais um capítulo! Em Leaving Neverland, James Safechuck relata ter sido abusado sexualmente pelo cantor entre os anos de 1988 e 1992, dentro de um quarto ao lado da estação de trem instalada no Rancho Neverland - famosa casa do cantor. Porém, no último domingo, dia 31, o autor da biografia de Michael, Mike Smallcombe, apresentou um documento em que contesta as datas, pois o local do suposto abuso foi construído apenas em 1994.

No Twitter, Smallcombe questionou a linha temporal dos acontecimentos retratados no longa após mostrar um registro oficial da autorização da prefeitura do Condado de Santa Barbara, onde o rancho está instalado, para a construção da estação e do quarto no dia 2 de setembro de 1993.

Em seguida, o próprio diretor de Leaving Neverland, Dan Reed, deu razão ao autor da biografia de Jackson ao dizer:

Sim, parece não haver dúvidas sobre a data da estação. A data em que eles estão errados é o fim do abuso.

No entanto, o diretor disse que a confusão não implica no questionamento das acusações.

Então você está dizendo que a história é mentira porque os abusos com o Safechuck terminaram quando ele tinha 16 ou 17 anos ao invés de 14. É uma diferença de três anos, isso não muda a história. [...] Ele estava estava presente antes e depois da construção da estação de trem. O depoimento de Safechuck no filme é que ele foi abusado por Jackson em vários lugares ao longo de vários anos em sua adolescência.

Segundo o portal The Mirror, em contato com Smallcombe, a resposta de Reed foi vergonhosa e mostrou que não houve uma investigação criteriosa durante a produção do documentário devido a divergência de datas.

É isso que acontece quando você não investiga corretamente. Eu estou chocado que ele tenha saído em defesa de Safechuck.

Agora, nesta quarta-feira, dia 3, Reed resolveu mandar um recado em tom de provocação aos internautas.

Progresso - os fãs obsessivos parecem ter admitido que Safechuck foi molestado e agora estão debatendo quais quartos em Neverland o sexo ocorreu e quanto anos tinha James quando ele parou. Que tal somar o número total de noites que MJ [Michael Jackson] dormiu com os filhos de outras pessoas: foram centenas ou milhares?