Pabllo Vittar faz desabafo sobre preconceito: "Vivo isso na minha pele todos os dias"

Entretenimento

Pabllo Vittar faz desabafo sobre preconceito: "Vivo isso na minha pele todos os dias"

"Ser drag é trazer alegria, respeito, resistência. É trazer um pouco de afago no coraçãozinho de tanta gente que sofre", disse a cantora

Redação Folha Vitória
Foto: Reprodução

Pabllo Vittar participou do canal Papo de Musica, no YouTube, e falou sobre a importância de ser drag queen nos dias de hoje. Na entrevista, publicada na última terça-feira (02), a cantora disse o seguinte:

"Ser drag é trazer alegria, respeito, resistência. É trazer um pouco de afago no coraçãozinho de tanta gente que sofre, que está dentro de um armário fechado sem saber o que vai saber, sem saber o que vai acontecer. É trazer uma coisa boa", falou.

Pabllo também admitiu que pensa em seguir uma carreira internacional:

"Penso em expandir para todos os lados que eu puder, que nem massa de bolo. Para onde puder crescer, a gente tá crescendo", disse.

A artista ainda fez um longo desabafo sobre preconceito:

"Desde criança eu sofri muito preconceito. eu sei como é difícil levar um dedo na cara, ser apontada, ser motivo de chacota, de risada. De você não conseguir emprego por você ser quem você é. Não conseguir namorar, não conseguir que as pessoas te enxerguem da forma que você é por um cabelo, por sua condição sexual. Eu vivo isso na minha pele todos os dias. Eu não sou uma artista só para ficar fazendo música. Eu fico muito triste quando eu ligo a TV e vejo que mais uma irmã minha foi assassinada, morta, vítima de preconceito. Então eu luto para que esses dias sumam. Eu boto muita fé no país, muita fé nas próximas gerações", escreveu.