Gal Gadot confessa que não é uma lutadora como sua personagem, Mulher Maravilha: - Não gosto de conflito em minha vida

Entretenimento

Gal Gadot confessa que não é uma lutadora como sua personagem, Mulher Maravilha: - Não gosto de conflito em minha vida

Redação Folha Vitória

-

Prestes a estrelar o primeiro filme solo da mais icônica super-heroína da DC Comics, Gal Gadot, intérprete da Mulher Maravilha, é a capa da edição de junho da versão norte-americana da revista Marie Claire. Em entrevista, ela falou sobre feminismo, suas origens, e confessou não gostar tanto de lutar como sua personagem mais famosa:

- Eu não gosto de conflito em minha vida. Diferente da Mulher Maravilha, eu não sou uma lutadora. Mas luto pelo que acho bom.

Mas apesar de não gostar de briga, Gal sempre se viu como uma mulher confiante, e teve ajuda na criação para construir a força que tem hoje:

- Minha mãe ensinou minha irmã e eu para sermos mulheres confiantes com aspirações. E eu sempre me senti capaz. Eu não estou dizendo que eu sou mais forte do que a maioria dos homens...mas todos nós temos o mesmo cérebro e podemos conseguir as mesmas coisas.

O novo filme Mulher Maravilha é um marco importante para o empoderamento feminino, já que é o primeiro protagonizado por uma mulher neste mais recente boom de filmes de super-heróis. Com essa responsabilidade nas mãos, Gal Gadot afirma que ainda há muito a se fazer para a igualdade entre homens e mulheres:

- Há um longo caminho a percorrer até que possamos fazer igualdade de gênero. Eu não sei se isso um dia vai acontecer. Eu estou esperando que sim, porque a vida seria muito mais legal e menos complicada. Para os homens também, a propósito.