• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Dado Dolabella fala sobre prisão e relembra agressão em Luana Piovani: -Ato covarde

Entretenimento

Dado Dolabella fala sobre prisão e relembra agressão em Luana Piovani: -Ato covarde

Dado revelou que ainda não viu os dois filhos, Eduardo e Valentim, que moram no Rio de Janeiro. Eduardo, é fruto da relação com Fabiana Vasconcelos, e não recebeu mais de 196 mil reais em pensão alimentícia do pai

Livre da prisão recentemente, Dado Dolabella falou pela primeira sobre sobre o período em que ficou 60 dias detido por não pagar a pensão alimentícia a um de seus filhos. Em entrevista ao Domingo Espetacular, no último domingo, dia 27, o ator relembrou o momento em que foi preso:

- (Pensei) que tava sendo pior para minha mãe. Eu tinha que segurar aquela onda, com força, inclusive para passar força para ela. Essa foi a parte mais difícil para mim. Foi um choque tão grande, fui abordado como criminoso, com arma na minha cara.

Dado também revelou como era o local onde estava preso:

- Eram dez pessoas em média em cada cela, que se chama x, de xadrez. Na verdade, a gente só entravada para comer e dormir. Algumas pessoas só dormiam na cela, porque a maioria dormia no pátio, uma área externa, que é mais fresca e tem espaço para todo mundo esticar as tripas, que é o colchão. Não sei porque o nome é assim, eu acho que é porque cheira tripa, cadáver. Horrível.

Ele ainda disse ter sido reconhecido logo que chegou no local e, embora se desse bem com as pessoas, algumas pessoas não perdiam a chance de fazer piada:

- Me dei bem, graças a deus. Lá dentro só tem pensionista. Todo mundo me reconheceu. Tinha polícia que chegava e falava olha lá o artista, meio que dando uma zombada. Não foi fácil. Tinha brasileiro, boliviano, chinês, índio, tinha todos os tipos de raça.

Durante a entrevista, o ator ainda relembrou outros episódios polêmicos de sua vida, como a vez em que agrediu Luana Piovani em 2008, sua então namorada na época. Além de dar um tapa na cara da atriz, Dado também agrediu a camareira de Luana. Ele foi condenado em 2014 pela Lei Maria da Penha. Sem revelar o motivo da briga, ele disse se arrepender da atitude:

- Foi um erro na minha vida, uma coisa que eu não queria ter passado. Foi um ato covarde meu. Foi uma reação covarde a um momento que a gente tava vivendo ali na relação que eu não quero falar. Nunca falei, nem quero falar. Fui reativo, eu fui inconsequente, não pensei. Era uma relação ótima, foi a primeira briga que a gente teve.

Dado revelou que ainda não viu os dois filhos, Eduardo e Valentim, que moram no Rio de Janeiro. Eduardo, é fruto da relação com Fabiana Vasconcelos, e não recebeu mais de 196 mil reais em pensão alimentícia do pai. Por enquanto, ele só encontrou com a filha, Ana Flor Dolabella, que mora em São Paulo.