Namorado da mãe de Neymar Jr. é acusado de agredir ex-namorada: 'ele me fez sofrer muito'

Entretenimento

Namorado da mãe de Neymar Jr. é acusado de agredir ex-namorada: 'ele me fez sofrer muito'

A balconista ainda alega ter ficado grávida duas vezes de Tiago, mas acabou perdendo os bebês. Tiago não queria os filhos

Estadão Conteúdo

Redação Folha Vitória
Foto: Reprodução / Instagram

Com a exposição de seu namoro com Nadine Gonçalves, a mãe de Neymar Jr., Tiago Ramos ganhou a atenção da mídia e, desde então, tem surgido curiosidades sobre o rapaz, que é bissexual e tem preferência por mulheres mais velhas. Agora, segundo informações do jornal Extra, outra história veio à tona: o modelo é acusado de ter agredido uma ex-namorada na Espanha, em 2019.

Tiago teve um relacionamento por quatro meses com a balconista espanhola Rita Maria Cumplido, de 44 anos, na época em que ele foi morar na Espanha quando ainda estava tentando carreira de jogador de futebol. Segundo Rita, ambos brigavam muito e, em uma dessas discussões, ela chamou a polícia e fez um boletim de ocorrência acusando Tiago de tê-la agredido fisicamente na madrugada do dia 27 de outubro de 2019:

Foto: Reprodução / Instagram

"Ele sempre me maltratava, mas eu o amava demais. Um dia saímos e ele ficou com raiva porque eu dei minha bolsa para um amigo mais velho e casado guardar. Tiago ficou furioso e começou a me agredir fisicamente, ele me bateu e me puxou pelos cabelos, rasgou o meu vestido. Fui à polícia e ele me bateu na frente da porta da delegacia, me jogou no chão e chutou minha cabeça e pernas", disse ela, que entrou em contato com o empresário Raphael Stemberg, ex de Tiago, e pediu ajuda a ele para tornar o caso público.

Rita registrou queixa de agressão na delegacia e conseguiu uma medida protetiva contra o modelo. Ela ainda guarda as fotos que tirou na ocasião dos hematomas nas pernas, mãos e braços, assim como vários registros deles juntos.

A balconista ainda alega ter ficado grávida duas vezes de Tiago, mas acabou perdendo os bebês. Tiago não queria os filhos, mas a família dele, que soube da gravidez, propôs criar o bebê na Paraíba. Quando ela perdeu o primeiro bebê, ela terminou o namoro e Tiago nunca soube dessa segunda gravidez, que estaria no sexto mês, caso Rita não tivesse perdido.

Além disso, Rita detalhou que Tiago tinha problemas com festas e álcool e que não trouxe à tona os maus tratos antes pensando em preservar os filhos. Agora, ela teme que Nadine sofra nas mãos dele. "Juro que não tenho ódio ou rancor, mas ele me fez sofrer muito".

Segundo Rita, ela conheceu Tiago por meio de um dos filhos gêmeos, de 16 anos. "Seis meninos brasileiros vieram para jogar futebol, e o conheci na loja em que eu trabalho. Ele pediu meu telefone para um amigo do meu filho. Eu estava divorciada na época".

Ela ainda contou que ajudou Tiago a ficar na Espanha e até o fez morar com ela em sua casa. Rita comprou comida, roupas, chuteiras e teve outros gastos, além de ter conseguido testes em times de futebol para ele - apesar de Tiago não ter sido aprovado em nenhum - e também um visto para os Estados Unidos.