Carnaval de Vitória: Escolas de samba do Grupo de Acesso se unem para criar nova liga

Entretenimento

Carnaval de Vitória: Escolas de samba do Grupo de Acesso se unem para criar nova liga

Com isso, o Carnaval de Vitória passa a ter três instituições: LIESGE (Grupo Especial), LIESES e LIGA-ES

Iures Wagmaker

Redação Folha Vitória
Foto: Vitor Machado

As escolas de samba do Grupo de Acesso do Carnaval de Vitória se uniram para lançar a Liga Independente do Grupo de Acesso do Espírito Santo (LIGA-ES), que foi criada com o intuito de fortalecer os desfiles do Grupo de Acesso e dar uma melhor organização da gestão do Carnaval.

De acordo com o porta-voz da LIGA-ES, Luciano de Paula, a criação da nova liga foi motivada pela necessidade de garantir direitos e deveres iguais para todas as agremiações. Algumas escolas, no entanto, eram filiadas à outras ligas, mas se uniram ao novo grupo, motivado por insatisfação de gestões.

"Neste período de disputa, havia cinco escolas que não tinham voz, que são as que voltaram há um tempo. Entramos no Carnaval dessa forma, mas havia um acordo que o tempo nos daria o direito a filiar na instituição, para participar das decisões e todas as questões do Carnaval. Além disso, na Lieses (Liga Espírito-Santense das Escolas de Samba.), algumas escolas também não estavam satisfeitas com a gestão. O grupo que não estava satisfeito chamou o outro, que não fazia parte de nada para debater uma linha de um projeto coletivo e com transparência", explicou.

O porta-voz afirmou ainda que houve a tentativa de implantar mudanças na Lieses, mas a justificativa era de que não era permitido por meio do estatuto. "Todos nós sabíamos que a assembleia é soberana. Não tínhamos acesso à contas, nada. Diante da insatisfação e instabilidade, as escolas estavam sendo prejudicadas em questões de planejamento e logística. Por isso houve a criação de liga: trabalhar a transparência e o coletivo, com os pontos importantes que as escolas estavam perdendo com a disputa de poder", afirmou.

Fazem parte da LIGA-ES as agremiações Imperatriz do Forte, Chega Mais, Chegou o que Faltava, Pega no Samba, Mocidade da Praia, Império de Fátima, União Jovem de Itacibá, Eucalipto e Mocidade Serrana. Permanecem na Lieses as agremiações Rosas de Ouro, Barreiros, Tradição Serrana e São Torquato. Deste modo, o Carnaval de Vitória passa a ter três instituições: LIESGE (Grupo Especial), LIESES e LIGA-ES.

Luciano de Paula explicou que a eleição para a formação do corpo diretivo da LIGA-ES ainda vai acontecer e que o propósito maior é somar forças para garantir a transparência na realização dos desfiles. "Foi muito bem aceita para o Grupo Especial e as escolas não fecharam as portas para as outras. A LIGA-ES não está preocupada em dirigir o evento Carnaval. Nós entramos para que as escolas tenham voz. Não é uma disputa de poder. Estamos aqui para agregar", esclareceu.

Com isso, a divisão das escolas ficou da seguinte forma:

LIESGE - Grupo Especial

Unidos da Piedade
Mocidade Unida da Glória
Independentes de Boa Vista
Unidos de Jucutuquara
Andaraí
Novo Império
Pega no Samba (desfila no Grupo de Acesso)

LIGA-ES

Imperatriz do Forte (desfila no Grupo Especial)
Chega Mais
Chegou o que Faltava
Mocidade da Praia
Pega no Samba
Império de Fátima
União Jovem de Itacibá
Independente de Eucalipto
Mocidade Serrana

LIESES

Rosas de Ouro
Unidos de Barreiros
Tradição Serrana
Independente de São Torquato