• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Avril Lavigne chora ao falar sobre doença de Lyme: 'É uma segunda chance para viver'

Entretenimento

Avril Lavigne chora ao falar sobre doença de Lyme: 'É uma segunda chance para viver'

Durante a entrevista, Avril Lavigne chorou várias vezes ao falar da frustração por conta da dificuldade na descoberta do diagnóstico. A cantora está na metade do tratamento

Avril Lavigne foi diagnosticada com a doença de Lyme Foto: Reprodução

Avril Lavigne resolveu falar pela primeira vez na TV após ser diagnosticada com a doença de Lymegeralmente causada pela mordida de um carrapato. Durante a entrevista, a cantora chorou várias vezes ao falar da frustração por conta da dificuldade na descoberta do diagnóstico.

"Eu visitei todo tipo de especialistas, os melhores médicos. Eles apontavam para o computador e diziam que era fadiga ou falavam "Por que você não sai da cama e vai tocar piano, Avril? Você está com depressão?" Eles fazem isso com muitas pessoas que têm a doença de Lyme. Eles não têm respostas e falam como se você fosse louco", revelou.

A cantora percebeu que os sintomas eram parecidos com os de Lyme e resolveu procurar um médico especialista na doença.

"Eu fiquei sem sair da cama em outubro do ano passado e foi o pior momento da minha vida. Eu acordava com suores noturnos, achei que estivesse gripada e isso durou cerca de um mês, eu fiz exame de sangue, eu não sabia o que estava errado comigo".

Para Avril, os fãs foram muito importantes durante o processo de diagnóstico. A cantora recebeu milhares de mensagens e vídeos dos fãs.

"Eu sentava na minha cama e assistia aos vídeos chorando durante o tempo todo. Eu me senti muito amada".

A cantora aproveitou para mandar uma mensagem para outras pessoas que sofrem com Lyme. Avril está se sentindo muito positiva com o tratamento.

"Eu estou na metade do tratamento, melhorei muito, dá para perceber o progresso, mas estou grata por saber que vou me recuperar 100%. Há esperança! A doença de Lyme existe e você pode melhorar. Para mim é uma segunda chance para viver, eu quero fazer o que eu amo. Estou empolgada para a vida depois disso".

Ligada à filantropia há muito tempo, a cantora agora se dedica à sua própria fundação e também escreveu a música "Fly", tema das Olimpíadas Especiais, evento no qual ela também vai se apresentar no final de julho.

Com informações do R7.