• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

O Amazonas está azul! Boi Caprichoso é o grande vencedor do festival folclórico de Parintins. Veja fotos!

Entretenimento

O Amazonas está azul! Boi Caprichoso é o grande vencedor do festival folclórico de Parintins. Veja fotos!

O Boi Caprichoso ganhou todas as noites do festival. A disputa foi acirrada até o último quesito avaliado por julgadores. Mais de 60 mil turistas visitaram a ilha Tupinabarana

O Boi Caprichoso levantou o bumbódromo e animou quem participou do festival Foto: Folha Vitória

O Boi Caprichoso foi o grande vencedor de um dos festivais folclóricos mais tradicionais do país, o Festival de Parintins. Segundo estimativa do governo do Estado do Amazonas, mais de 60 mil turistas do Brasil e estrangeiros visitaram a ilha Tupinabarana neste fim de semana. O Boi Caprichoso foi o vencedor da primeira e segunda noite. No final o boi azul ficou com 1.254,3 pontos, contra 1.241,8 do vermelho.

Veja a galeria de fotos!

O Boi Garantido foi o primeiro a entrar na arena do Bumbódromo, nos dois dias de festa. A agremiação falou da vida na floresta, destacando figuras típicas regionais, entre elas os coletores da Amazônia, que buscam na natureza a forma de sustento.

O festival atraiu milhares no Amazonas Foto: Agência Brasil

Sem chuva, o Caprichoso foi o primeiro boi a se apresentar no sábado (27). O espetáculo foi marcado pela religiosidade, com homenagens à Nossa Senhora do Carmo, padroeira de Parintins. Ao som de “Nossa Senhora”, música de Roberto Carlos, Davi Assayag, levantador de toadas do Caprichoso, emocionou a arquibancada. “Foi uma noite especial”, afirmou o cantor.

Segundo o presidente da agremiação, Joilto Azedo, o Caprichoso fez uma grande apresentação. "Apesar de alguns problemas da natureza, temos um boi para ser campeão".

O problema foi a chuva forte de sexta-feira (26) em Parintins, durante a apresentação do boi azul. A água comprometeu o show, que precisou de modificações em cima da hora. A Associação Folclórica Caprichoso chegou a pedir a anulação da primeira noite.

O Garantido também trouxe para a arena pitadas de religiosidade ao falar de São José, considerado o padroeiro dos pescadores e dos moradores da Baixada de São José, onde o boi vermelho foi criado. Presidente do Garantido, Adelson Albuquerque disse que o festival “foi contagiante" e com um espetáculo maravilhoso para o folclore do Estado.

No segundo dia de festa, mesmo com todo o cansaço do fim do espetáculo, Israel Paulain, levantador de toadas do boi vermelho, diz que deixou a arena de alma lavada. “O Garantido é minha sina, minha vida. Tenho mais de 20 anos dedicados ao boi. São 14 anos como apresentador dessa verdadeira identidade de Parintins, da Baixa de São José”, acrescentou.

O Festival Folclórico de Parintins está na 50ª edição. Ele é realizado anualmente, sempre no último fim de semana de junho.

Movimento da economia

Várias alegorias lotaram o bumbódromo Foto: Agência Brasil

Além da festa tradicional, os milhares de turistas que passaram pela região também aproveitaram o artesanato local. A 13ª mostra de Economia Solidária de Parintins, organizada pela Secretaria de Trabalho do Estado, termina nesta segunda-feira (29). Na feira, artesãos e produtores de vários municípios amazonenses oferecem produtos típicos da floresta, acessórios indígenas, colares, brincos, cocares e até cosméticos.

A parintinense Regimara Nascimento tem um stand onde comercializa cremes, óleos e pomadas produzidos com frutos da Amazônia. “Todos os produtos são naturais, feitos com matéria-prima da região. Trabalhamos com óleo puro da copaíba e da andiroba, que são óleos medicinais”, esclareceu Regimara.

Jackson Cursino faz artesanato com cuias e reaproveita garrafas de plástico, vidro e borra de café para criar esculturas. “Até mesmo a tintura eu tiro da casca de folha de árvores”, explicou o artista. Ele já exportou obras para diversas cidades do Brasil e do exterior, entre eles Itália, Portugal e Alemanha.

Informações da Agência Brasil.