• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Após trapacear em prova, Sylvinho Blau Blau e Ana Paula são eliminados do Power Couple com unanimidade

Entretenimento

Após trapacear em prova, Sylvinho Blau Blau e Ana Paula são eliminados do Power Couple com unanimidade

O casal foi pego trapaceando na prova da última terça-feira, 6. Sylvinho blau blau foi pego tentando passar cola à esposa Ana Paula durante a Prova das Mulheres

O casal foi eliminado por unanimidade Foto: Reprodução/Instagram

Após a polêmica eliminação de Rafael Ilha, chegou a vez de Sylvinho Blau Blau e sua esposa, Ana Paula, serem eliminados do Power Couple Brasil. E se você acha que nada poderia superar aquele momento de tensão durante a saída do ex-polegar, deve ser porque não assistiu ao programa exibido na última quinta-feira, dia 8. Aí vai um pequeno spoiler: o cantor e a amada foram eliminados com unanimidade durante a votação! Que situação, hein?

Toda a confusão começou na última terça-feira, dia 6, quando Sylvinho foi pego tentando passar cola à esposa durante a Prova das Mulheres. No desafio, as esposas deveriam acertar as respostas dos maridos em um questionário - e o cantor escreveu suas escolhas em um papel e tentou passar para Ana Paula por meio de uma caixinha de óculos. O apresentador Roberto Justus, então, desclassificou o casal, que perdeu 24 mil reais pela penalidade.

Já na Prova dos Casais do episódio de quinta-feira, os maridos precisavam enfrentar três desafios: físico (pedalar uma bicicleta ergométrica por dois minutos), de resistência (aguentar o maior tempo possível pendurado em uma barra) e ainda comer um pedaço de cérebro de boi cozido. Enquanto isso, as esposas, penduradas em uma estrutura iriam escolher com quem seus maridos fariam o duelo. Se o marido perdesse três vezes, a mulher despencaria da estrutura, e o casal seria eliminado. Mas Marcelly, que escolheu Sylvinho para competir com o marido em um determinado momento da prova, logo percebeu que o cantor cuspiu o cérebro de boi após ter supostamente comido o alimento. Ele foi obrigado, então, a comer um segundo pedaço para pagar pela atitude, que foi considerada como tirar vantagem.

Durante a eliminação, os outros casais não tiveram dúvidas: eliminaram Ana Paula e Sylvinho sem nenhum voto contrário. E aí, será que teremos mais um vilão nesta reta final do programa?

Explicações

Sylvinho e Ana Paula não ficaram quietos perante os acontecimentos. Ana fez uma carta aberta onde explica o seu lado da história e ainda aproveita para defender o marido.

Vocês não estão errados em julgar, afinal isso é o que dá audiência. O povo assiste para julgar e não para simpatizar com alguém. Mas, nesse caso específico, o julgamento pode ser improcedente. Vou tentar resumir a situação para, quem sabe, me fazer entender. Não, eu não sabia de nada, não havia nada para saber, não havia nada para combinar. Não temos nenhum acesso ao que serão as provas ou como serão as provas, não dá para combinar algo do tipo, pois a prova pode ser de força, de agilidade, de inteligência, etc. Por que se dar bem em uma única prova? O que mudaria no jogo? Estávamos em um terceiro lugar geral de valores, não estávamos ameaçados por nada, por que fazê-lo? Na maioria das vezes as respostas estão nas entrelinhas das questões, basta ler com calma.

Ela ainda explica que não ficou contra o marido em uma situação onde todos já estavam atirando pedras.

Sou uma mãe muito rígida, sou uma mulher muito dura, me posiciono na vida de forma a não ter que abaixar minha cabeça para nada ou ninguém. Então, por que não sentei o pau no meu marido, né? Era o que todo mundo esperava, não é mesmo? Mas eu não sou como todo mundo sempre espera, eu sou correta e sou fiel. Naquele momento a única pessoa naquele recinto que iria precisar de mim, era o meu marido. Eu apenas ativei o meu botão de perigo e coloquei-o atrás do meu escudo feito uma leoa. Foi isso que juramos a nos casar; na alegria e na tristeza até que a morte nos separe. Eu jamais bateria nele naquela situação onde TODOS iriam bater, eu acolhi ele como acolheria meu filho, e depois do fato ocorrido sim, conversamos. No escuro do quarto choramos, questionei, tentei entender. Claro que nada que eu disser vai mudar o que foi mostrado, mas vocês também não podem mudar a minha certeza, a certeza de quem conhece ele há 21 anos. Meu marido não fez nada de caso pensado.

Ana Paula ainda explica que a atitude de Sylvinho foi sim um erro.

Só quem estava lá dentro pode saber das energias que giravam da situação, dos fantasmas, da pressão. Só quem estava lá dentro poderia saber a carga recebida. Ele cometeu um erro, o de burlar a regra do jogo, onde sabemos que NÃO se pode escrever nada nem se comunicar de forma alguma escrita, mas ele não cometeu o erro da trapaça e isso ninguém nos fará admitir. Reconhecer o erro é saber que errou, mas admitir esse erro é assumir que o que estão dizendo de ti é verdade e nesse caso, não é. Em nenhum momento ele fez aquela cola para me enviar. Mas ele fez a cola, sim, porém para se lembrar das perguntas, era uma cola para ele, uso pessoal. Isso é o fato. Portanto se reconhece o erro, mas não se assume a acusação. Eu jamais bateria no meu marido quando era sabido que TODOS em volta bateriam. Casamento de verdade não é demonstração de carinho público a cada dois minutos, mas é demonstração de afeto verdadeiro diante da adversidade. Eu posso bater no meu marido, mas também SEMPRE irei apoiá-lo. Repito, ele errou sim, infringiu as regras do programa, mas para por aí, é só isso. Ponto. O resto são fantasmas, invenções, metáforas.

A esposa do cantor conclui agradecendo e se desculpando.

No mais, nossa vida continua a mesma. Simples, HONESTA, com nosso amigos e família, pois quem nos conhece de verdade, sabe que Sylvinho, o meu Sylvinho, jamais faria mal a alguém. Sinto muito se deixamos uma impressão ruim, mas faz parte da vida ser julgado, é um direito adquirido por ser pessoa pública. Que vosso trabalho se fortaleça, que vossa vida prospere e que nunca vos falte forças para lutar, como jamais faltará a mim e minha a família. Avante sempre. Desistir jamais. Enfrentar os problemas não é uma opção, se esconder atrás deles nunca! Somos quem queremos ser, seremos quem podemos ser. Um grande abraço e sucesso a todos.

Ana Paula Pereira & família.