Deborah Secco relembra a vez em que abriu o jogo com Hugo Moura: - Cara, olha, eu dei muito, sim

Entretenimento

Deborah Secco relembra a vez em que abriu o jogo com Hugo Moura: - Cara, olha, eu dei muito, sim

Redação Folha Vitória

Deborah Secco e Hugo Moura são capa da revista Trip no mês de junho em comemoração ao Dia dos Namorados. O casal deu uma entrevista à psicanalista e escritora Regina Navarro Lins, que atende casais há 45 anos e é autora de 12 livros sobre relacionamentos amorosos. O resultado? Muita sinceridade, amor, loucura e um pouquinho de sacanagem!

A atriz revelou que teve uma conversa com Hugo sobre exclusividade na relação dos dois. Para isso, ela abriu o jogo e falou sobre seu passado.

- Nunca pensei em ser monogâmica. Senti que precisava contar para ele quem eu era. Sempre fiz aquele papel de: ‘Não fui tão piranha assim’. Mas para ele eu falei: Cara, olha, eu dei muito, sim, saí com mulher, sim, e é essa a minha vida. Eu te amo, sou uma pessoa massa e tô a fim de ter uma família.

Deborah também contou como conheceu o modelo.

- Eu vinha de uma sucessão de relacionamentos ruins e, quando fiz 35, estava muito infeliz; vivendo um relacionamento superenrolado. Decidi terminar com o cara e passei o réveillon de 2014 para 2015 sozinha. Rezava muito pedindo uma orientação e no dia 12 de janeiro lembro de ter ajoelhado chorando, pedindo ajuda. Nesse dia deitei na cama, abri o Instagram e sem querer apertei na lupa do "pesquisar". Nessa hora apareceram umas fotos dele e fiquei paralisada. Passei duas horas fuçando, tentando saber quem era aquele cara. Vi que era amigo de uma das minhas melhores amigas, a Fernanda, que é também minha personal trainer. Acordei às 6 da manhã no dia seguinte para treinar com ela e falei, apontando a foto: Como que é o nome do meu marido, do pai dos meus filhos? Como faço para encontrar esse cara?. E o outro personal que trabalha com a Fernanda falou: Você não sabe como faz? Segue ele e curte um monte de foto, e eu fiz tudo isso e fui trabalhar. À noite, fui para casa e chegou uma mensagem dele no meu Instagram: Vi que você começou a me seguir. Falamos um pouco e ele disse: Que coincidência, estive com a Fernanda esse fim de semana e ela falou muito de você. Aí eu: Coincidência não, querido, você vai ser meu marido, pai dos meus filhos. E ele: Então a gente precisa se encontrar, né?. Eu: Vem pra cá agora. Ele veio, a gente transou e lá pelas 3h30 ele disse que ia embora. Eu disse: Não vai, não. Olha, acho que você não entendeu: tá vendo esse armário aqui? É todo seu.

Hugo, por outro lado, falou sobre o momento em que percebeu que estava apaixonado.

- Falei: Tô indo para Noronha no Carnaval, quer ir?. E ela: Quero!. Ela não me perguntou onde a gente ia ficar, se tinha banho quente, ela simplesmente falou: Vou. E todos os dias ela entupia a privada e não tinha vergonha disso, isso me deixou apaixonado. Deborah. Imagina: todo dia, você acorda para ir ao banheiro, entope a privada e fala: Amor, entupi a privada.

Do casamento dos dois nasceu a pequena Maria Flor. E por mais que a família transmita muita alegria, Deborah e Hugo confessaram que, durante a gravidez, as coisas ficaram um pouquinho difíceis.

- A gente teve um desentendimento na época da gravidez, eu fiquei muito ciumenta. Transávamos muito, mas eu achava que ele me queria só porque já me amava.

- Ela achava que eu estava com pena dela. Imagina isso, respondeu Hugo.