Gucci arma desfile em antiga Necrópole Romana, na região da Provence

Entretenimento

Gucci arma desfile em antiga Necrópole Romana, na região da Provence

Redação Folha Vitória

Depois de um cenário que simulava uma sala de cirurgia, montado para o show de inverno 2018/19, Alessandro Michele leva a coleção de cruise 2019 da Gucci para um antigo cemitério romano na última quarta-feira, 30. A locação excêntrica do diretor criativo da grife italiana fica em Arles, na região da Provence, na França.

É a primeira vez que a cidade (conhecida por seus cavalos selvagens) recebe um desfile nessas proporções. Jornalistas e celebridades do mundo todo estão hospedados pelos hotéis e spas localizados nos arredores das muralhas do centro milenar, com monumentos inscritos como Patrimônio Mundial da UNESCO.

O lado histórico dos anfiteatros, fóruns e ruínas romanas de Alyscamps - onde acontece o desfile, entre túmulos e esculturas do século 4 d.C. - encontra uma bagagem artística que Arles também guarda com orgulho. O pintor holandês Vincent Van Gogh morou na cidade entre 1888 e 1889, durante sua fase mais produtiva e colorida, tendo criado algumas de suas obras mais emblemáticas e que retratavam sua rotina e o estilo de vida no campo - pinturas como a Noite Estrelada e o autorretrato dedicado a Paul Gauguin são alguns exemplos. Em Arles ocorreu também um episódio trágico na vida do artista, quando ele cortou a orelha esquerda durante uma crise de e acabou internado no hospital psiquiátrico da região. Hoje, a Fundação Van Gogh, celebra e mantém vivo o roteiro do pintor durante sua curta, mas movimentada, temporada no sul da França.

O caldeirão de referências deve servir de inspiração para mais uma coleção-desejo da Gucci. Após o desfile, a marca oferecerá uma festa com direito a um show surpresa.