• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Autoridades prestam homenagem a Suassuna em velório

Entretenimento

Autoridades prestam homenagem a Suassuna em velório

Recife - Sons de orquestra de maracatu rural e estandarte do bloco carnavalesco Galo da Madrugada permearam o velório do escritor paraibano Ariano Suassuna, no Palácio do Governo, no Recife, nesta quinta-feira, 24.

Diversas autoridades participaram da cerimônia. A presidente Dilma Roussef cancelou a agenda de compromissos oficiais no Rio de Janeiro para comparecer ao velório. Ela chegou às 14h20, acompanhada do governador da Bahia, Jaques Wagner(PT), pelo ministro do Esporte, Aldo Rebelo, pelo senador Humberto da Costa (PT) e integrantes da chapa majoritária que vai disputar o governo de Pernambuco.

Ainda durante a presença de Dilma, populares que homenageavam Suassuna cantaram o hino do Bloco Lírico Carnavalesco Madeiras do Rosarinho, cujo refrão diz "nós somos madeira de lei que cupim não rói". A presidente deixou o local perto das 15h, pouco antes de o féretro sair para o Cemitério Morada da Paz, que fica na cidade de Paulista, região metropolitana do Recife, onde ocorre o enterro.

O candidato do PSB à Presidência da República, Eduardo Campos, também esteve presente. Ele também tinha cancelado toda a sua agenda desta quarta-feira, 23, para ficar ao lado da família. Suassuna era casado com Zélia, tia de Renata Campos, mulher do candidato.

O escritor e dramaturgo morreu ontem aos 87 anos, depois de dois dias internado na UTI neurológica do Hospital Português em razão de um AVC hemorrágico. O governador de Pernambuco, João Lyra Neto (PSB), decretou luto de três dias no Estado.