• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Diretor de Street Fighter conta que Jean-Claude Van Damme estava constantemente drogado no set

Entretenimento

Diretor de Street Fighter conta que Jean-Claude Van Damme estava constantemente drogado no set

Street Fighter chegou aos cinemas em 1994 e trouxe Jean-Claude Van Damme no papel principal. Um dos filmes de ação mais aclamados daquela década, o longa foi dirigido por Steven E. de Souza que, em entrevista recente ao The Guardian, divulgou curiosidades - e polêmicas - sobre os bastidores. Ao jornal, o cineasta explicou a principal dificuldade em filmar com o astro belga:

- Eu não podia falar sobre isso na época, mas agora posso: Jean-Claude estava cheirando muita cocaína. O estúdio havia contratado uma pessoa para cuidar dele, mas infelizmente essa pessoa era uma má influência. Jean-Claude avisava que estava doente e faltava tanto, que eu precisava ficar olhando no roteiro para achar outra coisa para filmar; Eu não podia ficar sentado por horas esperando por ele. Em duas ocasiões, os produtores permitiram a ele ir a Hong Kong e nas duas ocasiões ele voltou tarde - às segundas-feiras ele simplesmente não aparecia.

Keith Heygate, assistente de direção, contou outro caso:

- Ele era um homem interessante, mas era extremamente difícil trabalhar com ele - há muitas histórias que não posso contar. Houve uma vez que ele estava no trailer dele e estava muito bravo. Meu assistente não conseguia fazer ele sair de lá, eu não conseguia tirá-lo de lá, então eu tive que chamar o produtor, Chad Rosen, para tirá-lo. Então ele saiu com uma garrafa de champanhe. Eu disse a ele que era algo contra a saúde e a segurança ter álcool no set. Daquele momento em diante, ele me odiava.

Ambos ainda disseram que ele só saía de seu trailer quando quisesse e que, quando faltava, simplesmente avisava que precisava ir à academia e por isso estava ocupado demais para filmar.

Complicado, né?