• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Chef Rita Lobo ganha mais espaço na tela

Entretenimento

Chef Rita Lobo ganha mais espaço na tela

São Paulo - Manter a maquiagem intacta quando se corta cebolas é uma arte. Esse é só um detalhe, talvez o menor deles, entre os vários desafios que se escondem por trás da produção de um programa de TV de culinária, e Rita Lobo conhece todos.

Nesta segunda, 4, às 20h30, o canal GNT põe no ar a 3ª temporada do Cozinha Prática, agora com mais episódios - 22 - e o dobro de tempo de duração para cada um. Com meia hora por edição, a chef ganha a chance de se estender na conversa e no conteúdo, seja nas dicas sobre a elaboração dos pratos ou nas sugestões sobre utensílios e decoração à mesa.

Comer com os olhos, afinal, não é mero lugar comum quando se cozinha pela TV. "Mostra pra mim de novo essa beterraba", pede a diretora do programa, Joana Mendes da Rocha, ao câmera, em busca do melhor close do prato. O Estado testemunhou a rotina de gravações que têm tomado a agenda de Rita, sempre aos fins de semana. O Cozinha Prática se mantém no cenário das outras duas temporadas: a casa da apresentadora. Priorizar o ambiente doméstico em detrimento de um estúdio com cozinha profissional conspira a favor da proximidade com o telespectador e da ideia de que todo mundo pode se dar bem no fogão, desde que a receita lhe chegue com clareza e informações corretas.

A nova temporada, de todo modo, está mais em casa que nunca. É que a marca Panelinha, criada e multiplicada por Rita, do site de receitas ao selo editorial de livros de gastronomia, agora é também uma produtora de audiovisual, e o Estúdio Panelinha assina, pela primeira vez, a produção do programa para o GNT. O novo braço da grife foi motivado justamente pela realização de conteúdo - expediente que já ocupa a chef na web e no mercado editorial - para a TV.

A temporada que hoje se inicia prevê uma dinâmica para cada episódio. Na estreia, Rita honra o título do programa e apresenta uma lasanha à bolonhesa, ícone da comida congelada, como alternativa muito possível de ser feita em casa, com pleno conceito de cozinha prática. "Dependendo de como se faz, uma lasanha pode ser feita em etapas - num dia faz uma coisa, no outro, outra.", explica.

Cardápios à parte, a expansão do tempo de cada episódio é o fator mais notável na distinção entre a nova temporada e as outras. "Isso dá mais liberdade para a gente escolher as receitas e compor os episódios", fala a chef. "Tem uma coisa que eu considero muito da cozinha do dia a dia: hoje fiz um risoto de beterraba, e pra fazer esse risoto a gente faz uma tinta, um caldo com um monte de beterraba, para ficar bem escuro. E aí, fazemos o que com o monte de beterraba que usamos para o caldo? Tem um patê de sardinha com beterraba, que fica uma delícia, tem salada de beterraba, várias ideias." Em outro, a preparação de frango com damasco há de inspirar outras sugestões com damasco.

Disposta a instigar no telespectador o cozinheiro que nem sempre se manifesta na gente, Rita recorre a informações científicas, quase uma aula de química, ao justificar a importância de cada passo na preparação do menu. Aqui, a ordem dos fatores normalmente altera o produto. "Tô fazendo um livro com uma menina que é engenheira de alimentos, Joyce Galvão, e ela faz uns bolos superlegais.

Estou aprendendo horrores sobre a ciência por trás de cada passo, até num bolo de liquidificador, e tem um episódio contando tudo isso. Digo: 'você vai ver que até num bolo de cenoura, aquele clássico, tem muita ciência.'"

Entre um refrão cantado por Madonna e acordes do cancioneiro popular italiano, Rita, colunista das rádios Estadão e Eldorado, também tem trilha sonora sob medida para cozinhar.

O Cozinha Prática fica no ar pelo GNT com episódios inéditos todas as segundas-feiras, até 29 de dezembro, e reserva dicas exclusivas para o site do canal, que publica as receitas de cada episódio. Bom apetite.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.