• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Katy Perry nega que tenha sido assediada sexualmente por Dr. Luke

  • COMPARTILHE
Entretenimento

Katy Perry nega que tenha sido assediada sexualmente por Dr. Luke

Katy desmentiu a história do assédio que ela teria sofrido nas mãos do empresário; o relato tinha se tornado público após uma conversa entre Kesha e Lady Gaga ter sido divulgada na mídia

Katy Perry negou que tenha sido estuprada por Dr. Luke. Segundo informações do site norte-americano People, a cantora testemunhou na última segunda-feira, dia 27, para auxiliar na batalha judicial entre o produtor musical e Kesha, que alega que Luke cometeu abusos físicos e psicológicos contra ela. Katy desmentiu a história do assédio que ela teria sofrido nas mãos do empresário; o relato tinha se tornado público após uma conversa entre Kesha e Lady Gaga ter sido divulgada na mídia.

A falsa narrativa que Kesha criou sobre ser estuprada se tornou amplamente aceita, prejudicando irremediavelmente a reputação de Dr. Luke. Compondo este ato malicioso, em 2016, Kesha disse a Lady Gaga que o Dr. Luke estuprou Katy Perry, o que é ultrajante e falso, declarou o time de advogados do produtor.

Katy Perry testemunhou sob juramento, neste caso, que o Dr. Luke nunca a estuprou. Independentemente disso, Kesha se recusou a pedir desculpas. Em vez disso, ela publicou um comunicado de imprensa que novamente sugeriu irresponsavelmente que Katy Perry foi realmente estuprada pelo Dr. Luke. Parece que Kesha queria perpetuar a falsidade que o Dr. Luke estuprou Katy Perry, alegava o documento oficial do julgamento.

O comunicado citado acima é este a seguir, que mostra a versão de Kesha:

Com relação à alegação de Dr. Luke de que Kesha o difama afirmando falsamente que ele também agrediu Katy Perry, Kesha nunca afirmou ter qualquer conhecimento independente de qualquer suposto ataque de Katy Perry (que Perry negou em um depoimento posterior). Mas, para ser claro, Dr. Luke está processando Kesha com base em uma mensagem privada, que Kesha enviou Lady Gaga em 2016, logo depois que o CEO da Interscope John Janick disse a Kesha e Lady Gaga que ele ouviu um boato de que Dr. Luke também abusou de Katy Perry. A declaração de Janick foi discutida em particular entre duas amigas e nunca teria se tornado pública, exceto que o Dr. Luke decidiu publicá-la para milhões de pessoas em sua queixa de 2017 contra Kesha. Esta difamação, baseada numa mensagem de texto privada, baseada na declaração de um terceiro, também é frívola.

Quem também testemunhou foi Kelly Clarkson, que não tinha nada de bom a dizer sobre Dr. Luke.

No geral, não conheço ninguém que goste dele. As pessoas dizem que ele é desprezível. As pessoas dizem que ele é depreciativo, o mesmo tipo de coisas que eu digo. Ele é muito, quero dizer, só para ser franca, ele pode ser um tipo de valentão que humilha os outros. Eu não gosto dele como pessoa.

Beber urina?

De acordo com o site Radar Online, o produtor musical Kool Kojak alegou que nunca viu Dr. Luke abusar de Kesha - mas que a cantora teria forçado seu assistente a beber a urina dela. Pois é.

Kojak contou que conhece Kesha há anos e que sua impressão é que ela vive sem muitas responsabilidades, como se estivesse sempre festejando. Segundo ele, a artista sempre pareceu confortável com Dr. Luke, ao ponto de disparar comentários com cunho sexual o tempo todo.

- Teve uma vez em que estávamos gravando Right Round e ela entrou na sala e fez uma piada sobre b*****e que todo mundo achou engraçado. Ela sempre disse que amava ereções.

Kojak ainda afirmou que Kesha sempre urinava nas latas de lixo do estúdio de gravação, e que uma vez ela forçou um de seus assistente a beber o seu xixi. Que loucura, né?