Professor que quer “namoro santo” não dá conta de responder a pretendentes: “Tem gente até querendo deixar de ser crente”

Entretenimento

Professor que quer “namoro santo” não dá conta de responder a pretendentes: “Tem gente até querendo deixar de ser crente”

O professor universitário diz que já namorou duas vezes e está “na seca” há um ano e meio. “O meu último namoro foi com uma ministra da eucaristia. Durou 2 anos e meio e me fez homem"

Para namorar este "partidão", a pretendente tem que ser católica e saber rezar terço Foto: Reprodução/Facebook

E não é que ele está fazendo sucesso? O professor capixaba Thiago Zanetti diz que não está dando conta de responder todas as mensagens de pretendentes recebidas no celular e pela internet. Desde as mais recatadas até as mais “atiradas”, até contatos de homens, estão enchendo de mensagens “abençoadas”. Tudo para conquistar o professor religioso.

“Não estou dando conta de responder a todas as mensagens. Realmente é muita gente que entra em contato. Nem todas se encaixam nos critérios que eu estabeleci. Tem que ser católica e saber rezar o terço”, conta Zanetti.

"Dependendo do beijo, ele pode ser considerado um pré-sexo"

O professor universitário diz que já namorou duas vezes e está “na seca” há um ano e meio. “O meu último namoro foi com uma ministra da eucaristia. Durou dois anos e meio e ela me fez homem. Foi um relacionamento abençoado”, lembra Zanetti.

E o relacionamento não é para casar não. Pelo menos não de imediato. Além disso o beijo tem um jeito específico de ser feito para não ser considerado uma heresia. “Primeiro preciso conhecer a pessoa, ir para a igreja, sairmos e depois vemos o que dá. Não descarto também que quem for encontrar não seja a mulher da minha vida. E sobre o beijo, tem que ser de um jeito sem imoralidade, pois o beijo pode até ser considerado pré-sexo”, conta.

O vídeo

O professor religioso diz que não está dando conta de responder as pretendentes Foto: Reprodução/Facebook

No vídeo divulgado na internet, Thiago diz que quer conhecer mulheres a partir de 28 anos, sem filhos e que possam se casa na igreja Católica. "Se tiver interesse em me conhecer você pode me procurar no Facebook. Estou procurando uma mulher de Deus para juntos construímos uma família para Deus. Se você tiver interesse de me conhecer eu estou aqui aberto a um relacionamento de Deus, santo, lembrando um relacionamento na santidade, ou seja, sem sexo”.

O professor ainda afirma que muitas pessoas quando veem esse tipo de vídeo ficam levando na brincadeira, acham que a pessoa é encalhada ou ficam fazendo memes com a situação. “A rede social aproxima as pessoas. Eu não to aqui pra fazer um concurso ou receber currículos. Eu estou me posicionando, eu quero uma mulher no perfil q eu estou buscando. As pessoas não procuram pessoas com as mesmas afinidades e acabam sofrendo e quebrando a cara”, conclui.

E aí? Se candidata?