Lena Dunham se desculpa após dizer que foi ignorada por jogador de futebol americano, entenda!

Entretenimento

Lena Dunham se desculpa após dizer que foi ignorada por jogador de futebol americano, entenda!

Redação Folha Vitória

-

Lena Dunham, criadora e atriz da série Girls, da HBO, se envolveu em uma polêmica e tanto após fazer comentários sobre sua ida ao Baile do MET, em maio deste ano. Em sua newsletter, Lenny Letter, ela disse, durante uma entrevista com Amy Schumer:

- Eu estava sentada do lado do Odell Beckham Jr., e foi tão maravilhoso, porque era como se ele tivesse olhado pra mim e determinado que eu não tinha formato de mulher, para seus padrões. Ele estava pensando: É um marshmallow. É uma criança. É um cachorro. Não foi maldoso, ele só pareceu confuso. A vibe era, eu quero sair com ela? Está usando um... sim, está usando um terno. Vou voltar a olhar para o meu celular. Era como se estivéssemos sendo forçados a sentar juntos, e ele literalmente preferiu ficar olhando seu Instagram do que ter que olhar para uma mulher de gravata. Eu pensei: Isso devia se chamar o Museu Metropolitano de Ser Rejeitada por Atletas.

Mas os internautas não aceitaram bem o posicionamento de Dunham, afirmando que ela estava fazendo suposições sobre alguém que não conhece, e que ela estaria sendo racista e misógina.

Então, ela resolveu se desculpar, no Instagram:

- Devo uma desculpa a Odell Beckham Jr. Apesar dos meus momentos de força, eu luto durante eventos da indústria, e na vida, com o fato de que eu não represento um certo padrão de beleza, então quando chego a lugares como o Baile do Met, rodeada de modelos e atrizes longilíneas, não é difícil me sentir como um saco de lixo em chamas. Isso foi especialmente intenso com um lindo atleta como meu companheiro de mesa, e um monte de mulheres com quem, com certeza, ele prefereria estar sentado. Mas eu projetei essas inseguranças nele e fiz suposições narcisistas sobre o que ele estava pensando, e as apresentei como fatos. Me sinto terrível com isso. Porque após ouvir muitas críticas válidas, eu vejo como foi injusto impor pensamentos misóginos a alguém que não conheço. Tipo, nunca nos conhecemos, não sabia que tipo de dia ele estava tendo, ou qual é a verdade dele. Mas mais importante, eu nunca, intencionalmente, contribuiria com uma longa e frequentemente violenta história de hipersexualização de corpos negros masculinos, e de falsas acusações de mulheres brancas em relação a homens negros. Sinto muito, principalmente a OBJ, que tinha todo direito de ficar em seu celular. O fato é que eu não sei nada sobre seu estado de espírito (não sei muitas coisas) e nunca deveria agir como se soubesse. Muito amor e obrigada, Lena.

Desde que a polêmica começou, na sexta-feira, dia 2, com a publicação da entrevista, Odell ainda não se manifestou.