Lena Dunham se desculpa após dizer que foi ignorada por jogador de futebol americano, entenda!

Entretenimento e Cultura

Lena Dunham se desculpa após dizer que foi ignorada por jogador de futebol americano, entenda!

Redação Folha Vitória

-

Lena Dunham, criadora e atriz da série Girls, da HBO, se envolveu em uma polêmica e tanto após fazer comentários sobre sua ida ao Baile do MET, em maio deste ano. Em sua newsletter, Lenny Letter, ela disse, durante uma entrevista com Amy Schumer:

- Eu estava sentada do lado do Odell Beckham Jr., e foi tão maravilhoso, porque era como se ele tivesse olhado pra mim e determinado que eu não tinha formato de mulher, para seus padrões. Ele estava pensando: É um marshmallow. É uma criança. É um cachorro. Não foi maldoso, ele só pareceu confuso. A vibe era, eu quero sair com ela? Está usando um... sim, está usando um terno. Vou voltar a olhar para o meu celular. Era como se estivéssemos sendo forçados a sentar juntos, e ele literalmente preferiu ficar olhando seu Instagram do que ter que olhar para uma mulher de gravata. Eu pensei: Isso devia se chamar o Museu Metropolitano de Ser Rejeitada por Atletas.

Mas os internautas não aceitaram bem o posicionamento de Dunham, afirmando que ela estava fazendo suposições sobre alguém que não conhece, e que ela estaria sendo racista e misógina.

Então, ela resolveu se desculpar, no Instagram:

- Devo uma desculpa a Odell Beckham Jr. Apesar dos meus momentos de força, eu luto durante eventos da indústria, e na vida, com o fato de que eu não represento um certo padrão de beleza, então quando chego a lugares como o Baile do Met, rodeada de modelos e atrizes longilíneas, não é difícil me sentir como um saco de lixo em chamas. Isso foi especialmente intenso com um lindo atleta como meu companheiro de mesa, e um monte de mulheres com quem, com certeza, ele prefereria estar sentado. Mas eu projetei essas inseguranças nele e fiz suposições narcisistas sobre o que ele estava pensando, e as apresentei como fatos. Me sinto terrível com isso. Porque após ouvir muitas críticas válidas, eu vejo como foi injusto impor pensamentos misóginos a alguém que não conheço. Tipo, nunca nos conhecemos, não sabia que tipo de dia ele estava tendo, ou qual é a verdade dele. Mas mais importante, eu nunca, intencionalmente, contribuiria com uma longa e frequentemente violenta história de hipersexualização de corpos negros masculinos, e de falsas acusações de mulheres brancas em relação a homens negros. Sinto muito, principalmente a OBJ, que tinha todo direito de ficar em seu celular. O fato é que eu não sei nada sobre seu estado de espírito (não sei muitas coisas) e nunca deveria agir como se soubesse. Muito amor e obrigada, Lena.

Desde que a polêmica começou, na sexta-feira, dia 2, com a publicação da entrevista, Odell ainda não se manifestou.

Pontos moeda