• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Após sucesso do 1º álbum, Pato Fu lança 'Música de Brinquedo 2'

  • COMPARTILHE
Entretenimento

Após sucesso do 1º álbum, Pato Fu lança 'Música de Brinquedo 2'

- Desde meados de 2009, a vida da banda mineira Pato Fu nunca mais foi a mesma. Visitar lojas de brinquedos infantis não servia apenas para presentear a pequena Nina, filha de Fernanda Takai (voz e violão) e John Ulhoa (guitarra), à época com 6 anos. Dar de cara com instrumentos musicais para crianças em estabelecimentos voltados para os pequenos significava, na verdade, um mar de possibilidades experimentais. Ao lado do baixista Ricardo Koctus, começava ali uma busca implacável por instrumentos que fossem capazes de reproduzir grandes clássicos da música. Deu certo. Música de Brinquedo 1, lançado em 2010, virou sucesso de público. Foram, ao todo, 40 mil discos vendidos e uma turnê gigantesca que passou por todos os cantos do País nos últimos 5 anos. De Sonífera Ilha, dos Titãs, a Live and Let Die, de Paul McCartney e os Wings, as canções explodiram. O trio faturou, inclusive, o Grammy Latino de melhor álbum infantil. "Nenhum instrumento foi especialmente produzido para o Música de Brinquedo. A gente saiu por aí em busca deles. Os brinquedos nem sempre têm a afinação correta ou a melhor sonoridade possível. As notas, geralmente, estão todas erradas. Dá muito trabalho", conta o guitarrista John Ulhoa.

Após o sucesso estrondoso, não demorou muito para que o Pato Fu fosse cobrado por uma continuação do trabalho. E ele veio em grande estilo. Música de Brinquedo 2, que está disponível em todas as plataformas digitais a partir desta sexta-feira, 1°, traz 11 novas faixas. Com o mesmo encanto do primeiro álbum, a continuação do trabalho, entretanto, apresenta uma sonoridade mais ousada. Exemplo disso são as músicas Severina Xique-Xique, de Genival Lacerda, e I Saw You Saying, dos Raimundos. Originalmente abusadas e com um conteúdo malicioso, Fernanda e companhia as transformaram em belíssimas canções ingênuas. "O Música de Brinquedo não é um disco infantil. Ele até tem um pouco de veneno, na verdade. Trata-se de algo pop. I Saw You Saying e Severina Xique-Xique são bons exemplos", diz Fernanda.

"A gente não pode pensar só na criança. Fica chato. A graça também está quando um adulto reconhece a música", complementa John.

Além de Severina Xique-Xique e I Saw You Saying, Música de Brinquedo 2 inclui também as canções Palco (Gilberto Gil), Livin’ La Vida Loca (Ricky Martin), Kid Cavaquinho (João Bosco), Rock da Cachorra (Eduardo Dusek), Every Breath You Take (The Police), Mamãe Natureza (Rita Lee), Private Idaho (B-52’s), Não Se Vá (Jane & Herondy) e Datemi Un Martello (Rita Pavone). "Acho que a parte mais difícil de gravar um disco assim é a escolha do repertório. Não são todas as músicas que conseguimos adaptar para esse formato, sabe? Fazemos uma lista prévia de canções que a gente gostaria de tocar, mas nem sempre dá certo. Lembro que tentamos tocar até Kraftwerk. Não rolou. Até porque eles já fazem um som de brinquedo", brinca o baixista Ricardo Koctus.

Todas as músicas foram gravadas no estúdio da banda, na região da Pampulha, em Belo Horizonte, onde o casal Fernanda Takai e John Ulhoa vive com a filha Nina, hoje com 13 anos. Foi justamente lá que todas as faixas do novo trabalho foram compostas e gravadas. Pelo chão, brinquedos de diferentes formas, cores e tamanhos se misturam a baixos, guitarras, baterias, amplificadores, equalizadores e mesas de som.

Quem se encanta com o poderio musical do lugar é João, filho de Ricardo. O garotinho de apenas 1 ano e oito meses circula pelo estúdio com desenvoltura. "O João descobriu o Música de Brinquedo 1 esses dias. Ele não para de cantar Sonífera Ilha, dos Titãs. Esse projeto muda completamente quando se tem uma criança em casa. Faz todo o sentido", complementa Ricardo. "A gente não deixa de fazer qualquer tipo de experimentação no estúdio porque vai dar trabalho para reproduzir ao vivo. Óbvio que temos uma ideia do que fazer, mas acho que isso não inibe nossa criatividade. O Música de Brinquedo é, na verdade, tentativa e erro", diz Fernanda.

O Pato Fu vai se apresentar em quatro datas na capital paulista com as canções do novo disco. Os shows serão realizados no recém-inaugurado Sesc 24 de Maio em 12, 13, 14 e 15 de outubro. Os horários e preços dos ingressos serão divulgados nas próximas semanas. Segundo Fernanda, o repertório das apresentações deve mesclar tanto as canções do primeiro Música de Brinquedo quanto as 11 faixas do novo trabalho. "A criançada sempre vai em peso. Não pode ser uma performance muito longa." De acordo com John Ulhoa, os shows do Pato Fu têm uma equipe especializada na parte musical. "Nossa equipe é muito específica e preparada. Até porque dá uma trabalheira danada afinar esses instrumentos e deixar tudo certo para os shows. Somos uma banda muito certinha e que estuda bastante. Nós nunca fomos uma banda de jam sessions e que se arrisca no improviso", conclui.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.