• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Choro Jazz Jericoacoara reúne André Mehmari e Duofel

Entretenimento

Choro Jazz Jericoacoara reúne André Mehmari e Duofel

- Os bons ventos de dezembro que atraem praticantes de windsurf de vários países também têm levantado na bela e tranquila Jericoacoara, no litoral do Ceará, outro tipo de onda: muita música boa vocal e instrumental brasileira e internacional, desde 2009. Com shows e oficinas durante uma semana, além de ter fomentado duas escolas de música na região, o festival Choro Jazz Jericoacoara esticou as cordas até Fortaleza, onde inicia as atividades reunindo nomes como André Mehmari e Gabriele Mirabassi, Ricardo Silveira, Duofel e o Duo Taufic, que abre a terceira edição do festival na capital.

A partir do dia 2 e até o dia 9 de dezembro, eles também tocam em Jeri, onde dois grandes músicos serão homenageados: o multi-instrumentista Arismar do Espírito Santo, pelos 40 anos de carreira, e João Donato, pelos 80 anos de vida. O choro e o jazz são estilos que se aproximam pela possibilidade de improvisação e também pela vocação para agregar diversos ritmos de nacionalidades diversas, como o pianista português Mário Laginha, outra forte atração deste ano.

O festival ganhou credibilidade na região e a cada ano atrai mais turistas nesse período do ano. Despertou o interesse de jovens e crianças que têm surpreendido músicos profissionais pela dedicação e pelo desenvolvimento como instrumentistas. Muitos músicos que tocam lá acabam voltando, seja para trabalhar em oficinas ou para acompanhar as atividades dos colegas.

Para o produtor Capucho, que criou duas escolas, uma em Jeri e outra em Sambaíba, é uma vitória, mas também uma batalha a cada edição. Este ano, o festival conta com a parceria da TV Cultura, que vai gravar um documentário durante o evento. Porém, o produtor se ressente da falta de apoio do governo estadual. "Não se faz cultura sem apoio e acho uma pena o governo do Estado, que e o que mais se beneficia, ficar de fora, principalmente num lugar onde aporta gente do mundo todo, então é importante mostrar a qualidade da nossa música para eles", diz.

Por causa disso, embora com patrocinadores de peso, ele teve de "remanejar tudo". A programação está mantida, mas vai faltar a "atração surpresa", que ele insere na última hora. "Mas não podemos parar senão a mediocridade vence mais fácil. Sou guerreiro e agora vão ter que me aturar", defende-se.

Como ocorreu anos anteriores, o festival tem espaço reservado para a apresentação de uma banda formada por alunos. "A escola de Sambaíba que fundei e mantenho praticamente sozinho está linda. Crianças que nunca tinham visto um instrumento hoje já estão lendo partituras. Os meninos vão se apresentar no sábado à tarde em Jeri", conta.

Grandes cantores, compositores, instrumentistas e bandas como Hermeto Pascoal, Yamandu Costa, Guinga, Joyce, João Bosco, Celso Viáfora, Gianluca Littera, Terence Blanchard, Spok Frevo Orquestra e Duo Assad deixaram suas pegadas nas areias da praça principal de Jeri. A programação completa deste ano está no site chorojazz.com.