Atriz que vive Estela em O Outro Lado do Paraíso revela que chorou com Marieta Severo nos ensaios

Entretenimento

Atriz que vive Estela em O Outro Lado do Paraíso revela que chorou com Marieta Severo nos ensaios

Redação Folha Vitória

-

A novela O Outro Lado do Paraíso estreou há apenas duas semanas, mas um nome em seu elenco já aponta como uma das revelações do ano: Juliana Caldas, que interpreta Estela, a filha anã rejeitada pela mãe, Sophia, vivida por Marieta Severo. E não é só o público que fica com o coração na mão ao ver as cenas entre as duas. Em entrevista para o colunista Leo Dias, Juliana conta que ela e a veterana atriz também se emocionam nos bastidores:

- Marieta e eu nos emocionamos muito durante os ensaios e preparação para a novela em que trabalhamos nos pontos fortes de rejeição. Mas em cena, na novela, Sophia não chora. Ela sente vergonha da filha, Estela, e quer vê-la longe.

Estreante em novelas, Juliana revelou que era do teatro infantil e entrou no elenco através da indicação da agência de atores a qual faz parte. E ela comemora a visibilidade que o folhetim está trazendo para o nanismo:

- É o que eu realmente torço muito. Que aumente a visibilidade para as pessoas não só com nanismo, mas para as pessoas com deficiência em geral. Eu trabalhei com moda inclusiva e com outras pessoas com deficiência e aprendi muito com elas também. Eu sempre lutei para impor esse respeito não só para o nanismo. Claro que agora as pessoas vão conhecer mais coisas sobre o nanismo. Só que eu acho que o respeito vale para todos, não só para uma pessoa com deficiência. Porque antes de termos uma deficiência ou sermos diferentes, nós somos todos seres humanos.

Falando em moda inclusiva, o figurino de Estela foi todo trabalhado com cuidado. Juliana falou sobre a importância da criação das roupas e criticou o estereótipo infantilizado que é dado a mulheres com nanismo:

- A figurinista Ellen Millet investiu em um visual para a Estela como uma mulher estilosa e vaidosa, que morou muitos anos no exterior. Ela também teve o cuidado de em nenhum momento infantilizar o figurino, como muitos vêem os anões. Achei isso maravilhoso porque como somos anãs, as pessoas acabam se espantando em ver nossa vaidade. Eu sou muito vaidosa. Sou mulher. Não saio de casa sem rímel e batom.