E lá se vão 50 anos do Festival de 67 e do violão voador

Entretenimento

E lá se vão 50 anos do Festival de 67 e do violão voador

Redação Folha Vitória

- A repórter lê para Sérgio Ricardo um trecho do livro Rita Lee: Uma Autobiografia, em que a cantora escreve sobre o histórico Festival de 67. "Um momento que eu achei muito roquenrou nesse festival de 1967 foi quando Sérgio Ricardo pirou, quebrou o violão e o atirou na plateia", referindo-se à emblemática cena protagonizada por ele. Sérgio dá risada ao ouvir esse trecho. Deve estar cansado de falar sobre essa história há 50 anos.

"Não tenho o menor arrependimento. Uma suspeita minha: a minha música fazia uma crítica aos exploradores do futebol, e como o dono da TV Record era um cartola maior de SP, tenho a impressão que passou ali uma coisa meio esquisita. Eu não ouvia meu acompanhamento, e botaram volume alto nos microfones da plateia. Então, a vaia ficou um negócio absurdo. Não tinha outra solução a não ser tomar uma atitude."

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.