Luciano Camargo abre o coração ao falar do pai e revela: A Covid tirou o último abraço que poderia dar!

Entretenimento

Luciano Camargo abre o coração ao falar do pai e revela: A Covid tirou o último abraço que poderia dar!

Luciano comentou que mesmo não podendo se despedir do pai pessoalmente no velório, conseguiu estar com ele pouco antes da internação

Estadão Conteúdo

Redação Folha Vitória
Foto: Montagem / Folha Vitória

O pai de Zezé Di Camargo e Luciano, Seu Francisco, estava internado em um hospital por mais de 14 dias e na última terça-feira, dia 24, acabou não resistindo e morreu. Além disso, Luciano Camargo já havia comentado publicamente que testou positivo para o novo coronavírus e em decorrência de estar isolado nem pode ir ao velório e enterro de seu próprio pai porque o risco de transmissão do vírus para as outras pessoas ainda é muito grande.

E o cantor acabou dando uma entrevista ao É de Casa, da Rede Globo, e no vídeo acabou falando das boas recordações que tem em família.

- Meu convívio, antes de começar a cantar, era normal, com as broncas diárias que a gente tinha. Meu pai era um homem muito correto nas suas atitudes. Mas era um convívio muito doce.

Visivelmente emocionado com a perda recente de seu pai, o sertanejo acabou lamentando muito de não ter tido a chance de se despedir dele por causa de seu quadro causado pelo novo coronavírus.

- Essa Covid tirou de mim o último abraço que eu poderia dar no meu pai. A Covid tirou o meu último abraço do meu pai, a despedida, e também tirou aquele abraço de conforto que até agora não recebi. Eu sei que vou abraça-lo um dia, eu vou encontrar com o meu pai. Aí vou dar o abraço que não pude dar nele.

Luciano ainda comentou durante a entrevista para o programa que mesmo não podendo se despedir deu Seu Francisco pessoalmente no velório, o cantor esteve com ele um pouco antes da internação em um hospital de Goiânia.

- Estive com o meu pai uma semana antes dele falecer. No dia que descobri que estava com Covid, estava indo para Goiânia. Da última vez que fiquei com ele, senti que era diferente. Senti que era o último abraço que estava dando no meu pai. Parece que eu já sabia que a gente não ia poder se despedir de verdade.

Família Camargo...

E sem dúvidas o assunto ainda está sendo difícil para ser comentado com todos os outros irmãos do cantor, inclusive com Zezé Di Camargo, dupla oficial de Luciano. A esposa de Zezé, Graciele, usou as redes sociais também neste sábado, dia 28, para comentar que está de volta e que decidiu ficar afastada para cuidar de seu amado.

Oi, meus amores. Consegui entrar aqui hoje, mas confesso que está bem difícil porque a gente fica sem vontade de nada, fica desanimado... Mas precisamos voltar, continuar e trabalhar, a vida continua. Tirei esse tempinho para poder aproveitar o meu amor, cuidar dele, ficar do lado dele. Perdi meu pai tem 10 anos e sei muito bem esse vazio que dá dentro da gente e é como se eu tivesse revivido tudo pelo meu pai, contou Graciele.

A morena ainda continuou o desabafo para os fãs e seguidores da rede social.

Não sabia que o meu amor pelo Seu Francisco era parecido [com o do pai dela]. E realmente ele está deixando um vazio dentro da gente, mas não entrei aqui para ficar falando de tristeza porque a gente vai lembrar sempre do meu sogro com alegria, principalmente porque tivemos o privilégio de conviver com ele na fazenda, tivemos momentos maravilhosos com a certeza que a gente levou alegria, amor, ele foi muito amado.

E como todo mundo sabe, o novo coronavírus acabou aparecendo na vida de todo mundo e algumas pessoas, assim como Graciele, tiveram a oportunidade de passar mais tempo com a família. A atual de Zezé Di Camargo comentou que o cantor e o seu pai acabaram se aproximando ainda mais durante o isolamento social causado pelo vírus.

Essa pandemia acabou trazendo coisas boas para a gente, para o Zezé. A ligação dele com o pai é muito forte, é surreal, é única dos dois. Ele não consegue dar entrevista, não consegue falar, é até compreensível e normal. Eu também não conseguiria... quando a gente perde um pai, a gente não tem vontade de falar com ninguém, a gente quer ficar... o ano que perdi meu pai foi como se eu tivesse perdido o ano todo.

Só quem já perdeu alguém próximo assim entenda a dor da família, não é mesmo!?