Após cirurgia para remover PMMA, socialite da Islândia se recupera no ES

PEDRO PERMUY

Entretenimento

Após cirurgia para remover PMMA, socialite da Islândia se recupera no ES

Casada com islandês que trabalha para o governo europeu, Joanna Maria se recupera da cirurgia que foi de alto risco na casa que tem em Vila Velha

Pedro Permuy

Redação Folha Vitória
Foto: Reprodução/Instagram @jo.joaninha

Depois de se submeter a uma cirurgia de alto risco para retirar PMMA que injetou nos glúteos e pernas no passado, a socialite Joanna Maria Senna, agora, se recupera do procedimento na casa que tem em Vila Velha. 

No Espírito Santo há cerca de um mês com o marido, Ólafur Gíslason, quem ela brinca ser seu "milionário gringo" nos vídeos de seu canal do YouTube (onde tem mais de meio milhão de inscritos), Joanna também realiza sessões terapêuticas de estética para ajudar na cicatrização e recuperação da área afetada pela cirurgia. 

À Coluna Pedro Permuy, a youtuber explica que decidiu remover o produto, injetado há cerca de 20 anos em São Paulo por um médico, porque passou a querer um visual menos torneado. Apesar de nunca ter sentido nada, ela também optou pela retirada do material por medo de ter alguma complicação com o passar do tempo.

LEIA TAMBÉM: VÍDEO | Após Felipe Araújo, mãe elogia ex do cantor de Vitória: "Esperta"

"Uma partezinha pequena da sutura (da cirurgia) acabou não fechando direito e em algumas áreas das pernas eu fiquei com umas manchas, que é o que estou tratando", fala ela, que realiza sessões de radiofrequência, led e laser semanalmente em clínica especializada de Vitória. 

Joanna confidencia que também tem um pouco do mesmo material, o polimetilmetacrilato, aplicado em algumas regiões do rosto. No entanto, neste primeiro momento, preferiu não operar a face para remover o PMMA. 

LEIA TAMBÉM: Com ar condicionado quebrado, Teatro da Ufes só vai reabrir em 2022

A influenciadora é natural de Cedrolândia, distrito de Nova Venécia, Norte do Espírito Santo, mas já vive fora do Brasil há décadas. Anualmente ela visita e passa temporada no Estado para rever família, amigos e resolver questões burocráticas de negócios que mantém na Grande Vitória. 

Foto: Reprodução/Instagram @jo.joaninha

Há 20 anos ela é casada com o atual marido, que trabalha para uma empresa do governo islandês, mesmo tempo em que já mora na Islândia. Antes, estabeleceu CEP em Londres, na Inglaterra, quando decidiu sair do Brasil para viver na Europa. 

LEIA TAMBÉM: Ator diz que orou antes de sexo gay em "Verdades Secretas 2"

Por estar às margens do Círculo Polar Ártico, a Islândia divide o calendário entre dias de dia e outros de noite. Esse, segundo a capixaba radicada na Europa, foi o maior desafio no processo de adaptação. "Mas depois de um tempo a gente se acostuma. E os mini terremotos eu também estranhei. A Islândia é o país dos vulcões, sempre tem um em erupção, tudo é construído pensando nisso. Mas com o tempo fica normal", compara. 

LEIA TAMBÉM: Vovós dançam Roberto Carlos e levam prêmio em Vitória. Veja vídeo!

Recentemente, a influenciadora também celebrou os 60 anos do marido em almoço entre amigos, em Vila Velha. O casal deve ficar no Estado até meados de fevereiro do ano que vem. 

O POLIMETILMETACRILATO (PMMA)

Em tempo, este colunista aproveita para esclarecer que a aplicação do polimetilmetacrilato, o PMMA, é liberada para fins estéticos no Brasil, apesar de esse uso não ser indicado por alguns dos órgãos reguladores de saúde. Ainda assim, nesses casos, são usadas quantidades pequenas do preenchedor definitivo, que só pode ser removido posteriormente com cirurgia após ser injetado. 

LEIA TAMBÉM: Repórter famosa de TV do ES é bloqueada no Tinder após denúncias

Apesar de também ter uma fama ruim para a grande massa popular, o PMMA é usado há décadas na medicina para diferentes finalidades, desde para confecção de próteses ósseas até preenchimentos permanentes. 

Consulte sempre um médico especializado.