VÍDEO | Em formato de ópera, espetáculo gratuito conta história do café

Entretenimento

VÍDEO | Em formato de ópera, espetáculo gratuito conta história do café

Obra cômica ganhou falas e uma versão moderna que pode ser conferida através do YouTube da Portal Produtora Cultural

Thamiris Guidoni

Redação Folha Vitória
Foto: Yasmin Carolino / Politan Lab

Que o café é uma das bebidas mais amadas e consumidas no mundo todo mundo já sabe, mas já pensou unir o cafezinho com música e transformar em m grande espetáculo?

A produção inspirada na “Cantata do café”, de Johann Sebastian Bach estreia em formato online e gratuito a partir desta quinta-feira (25). 

>> A obra cômica ganhou falas e uma versão moderna que pode ser conferida através do YouTube da Portal Produtora Cultural:

O projeto passou por grandes desafios, e o principal deles foi a pandemia, que além de ter atrasado a estreia, por conta do isolamento social, também impossibilitou que o diretor cênico, Jefferson Bitencourt e o dramaturgo Istmorumeiro (Sócrates Fusinato), que são de Santa Catarina, acompanhassem os ensaios que aconteceram em Vitória de forma presencial. 

Todo o processo foi realizado de modo remoto através de plataformas de videoconferência.

“Foi um trabalho muito minucioso. Os ensaios e gravações foram dirigidos de Florianópolis (SC), de forma online, que é onde reside o diretor e o dramaturgo. Já as gravações de áudio foram realizadas dentro de um estúdio, separadamente, mesmo tendo que fazer duetos e tercetos com os cantores, o que não é nada simples de se realizar. Mas creio que conseguimos chegar ao fim com sucesso”, explica Elaine Boniolo, soprano e diretora musical da ópera.

Já para o diretor cênico Jefferson Bitencourt, a experiência foi não apenas um desafio, como também uma novidade.

“Nunca tinha dirigido um espetáculo desta forma, de modo remoto. Sempre que faço uma direção eu vou para cidade acompanhar o trabalho. Para mim foi uma experiência difícil pois eu gosto de entrar em cena, pegar na mão do ator e mostrar para ele o que precisa ser feito. Mas não podia fazer nada disso. Só podia olhar pela câmera do computador e descrever as ações para que os cantores pudessem entender". 

De acordo com Bitencourt, todo espetáculo foi pensado nos mínimos detalhes. 

"Se eu estivesse presente, veria outras coisas que não são possíveis pela tela. A vantagem desse trabalho é que, como era uma produção para vídeo, de uma certa maneira, eu já estava vislumbrando através da lente da câmera. Isso me adiantou, porque eu já tentava enxergar pelo viés do vídeo”.

Outro desafio importante do projeto foi fazer uma adaptação da cantata secular de Bach. A nova versão ganhou falas e um enredo que também tem o objetivo de contar um pouco a história do café, além de ambientar o conflito para a cidade de Vitória.

“Como poeta-dramaturgo, escrever em conjugação com outro autor é desafio interessante porque envolve dois movimentos: atualização da história já escrita e respeito mínimo ao que já existe. A Kaffee-Kantate de Johann Sebastian Bach, obra do século XVIII, foi base para a minha criação dramatúrgica. O texto criado aproxima do contexto brasileiro a história de uma paixão nacional, o hábito de tomar café”, detalha o dramaturgo Istmorumeiro.

A opereta foi contemplada no edital de seleção de projetos culturais setoriais de ópera no estado do Espírito Santo, através do Fundo de Cultura do Espírito Santo (Funcultura), pela Secretaria Estadual de Cultura.

A CANTATA

A Cantata do café foi composta entre 1734 e 1735, por Johann Sebastian Bach (1685-1750), sob a encomenda do dono de uma cafeteria na Alemanha, que queria popularizar a bebida entre as mulheres, que eram impedidas de tomar café. Na época, acreditava-se que podia causar infertilidade. Bach fez uma cantata cômica, explorando os hábitos da bebida no Século XVIII.

SINOPSE

O pai tenta proibir a filha de tomar café, mas ela usa todas as suas artimanhas para, mesmo depois de casada, conseguir se deliciar com a bebida.

FICHA TÉCNICA
Realização: Portal Produtora Cultural
Personagens e solistas:
Lisete (Filha de Schlendrian) - Elaine Boniolo - soprano
Herr Schlendrian (Pai) - Rodrigo Firme - Barítono
Narrador (Barista) - Hugo Küster - Tenor
Orquestra:
Cravo – Fabricio Moreira
Violino – Suelen Peroni
Violino – Dayse Sales
Viola – Claudine Abreu
Violoncelo – Monalisa Toledo
Flauta Transversa – Michele Rodrigues
Pianista correpetidor: Fabrício Moreira
Direção musical e tradução do Alemão: Elaine Boniolo
Dramaturgia: Istmorumeiro
Direção cênica: Jefferson Bittencourt
Assistente de direção e direção de arte: Luana Eva
Direção de produção e assessoria de imprensa: Portal Produtora Cultural
Produção executiva: Luana Eva e Ludmila Porto
Assistente de produção: Stephany Santos
Gerente financeira: Ludmila Porto
Narração: Ellen Lourenço
Fotos: Yasmin Carolino / Politan Lab
Designer gráfico: Alessandra Flor Ferraz
Intérprete de Libras: Meiriele Pinto
Legendas: José Flávio Colombo
Gravação, edição e mixagem de áudio: Estúdio A
Gravação e edição de vídeo: Senhora Filmes
Social media: Aurora Conteúdo Digital
Classificação: Livre

A opereta do café é uma peça adaptada da obra secular a Kaffeekantate -"Schweigt stille, plaudert nicht” - BWV 211 de Johann Sebastian Bach (1685-1750), escrita entre 1734 e 1735.

Temporada online “A opereta do café”

Data: 25 de novembro a 25 de dezembro de 2021
Onde: Youtube da Portal Produtora Cultural
Gratuito.