Elenco de Shadowhunters define o Brasil como fabuloso e atores de 3% comentam críticas sobre a série

Entretenimento

Elenco de Shadowhunters define o Brasil como fabuloso e atores de 3% comentam críticas sobre a série

Redação Folha Vitória

-

Com uma proposta de distopia e mostrando um futuro não tão distante assim, a produção de 3%, série da Netflix originalmente brasileira, foca em um mundo ideal, chamado Maralto, onde só três por cento de uma civilização pobre consegue entrar. Como isso acontece? Por meio do chamado Processo, que consiste em provas e desafios que rendem brigas e momentos tensos entre os participantes.

E pouco mais de duas semanas depois da grande estreia, o elenco se reuniu novamente, dessa vez para participar do último dia de Comic Con Experience no domingo, dia 4, que já trazia fãs da série. Animados por estarem no evento, Rafael Lozano, Rodolfo Valente, Bianca Comparato, Viviane Porto, Vaneza Oliveira e Michel Gomes ficaram frente a frente com os jornalistas antes do tão aguardado painel que aconteceria mais tarde.

Tendo já sido lançada oficialmente, os elogios chegaram rápido, assim como as críticas. Por se tratar de uma série de ficção-científica, Bianca, que interpreta Michele, acredita que é só questão de tempo para que o brasileiro se acostume com esse gênero em produções nacionais:

- Primeiro que eu acho bom que tem crítica positiva e negativa. Tá mexendo, tá provocando, tá fazendo pensar. Por que que a gente não tá mais ficção-científica e distopia feita no Brasil? Eu sempre falo isso, eu acho que o nosso país é uma grande distopia. Eu acho que é o casamento perfeito. A gente não precisa ir no futuro pra fazer uma distopia. É um gênero que a gente tá mais acostumado a ver em inglês, nos Estados Unidos. Talvez falte um tempo ainda de adaptação, mas tem que esperar. Mas tá sendo bem aceito sim!

Além disso, a própria atriz revelou que está lendo todas as matérias que saem sobre a série, justamente para saber se as críticas estão sendo positivas ou negativas, sem contar com o fato de que já está sendo criada uma fã-base bem estruturada, que aguardará ansiosamente a estreia da segunda temporada:

- Eu pelo menos tô vendo tudo. É muito interessante. É muito louco porque tem gente fora do Brasil, fã de fora do Brasil. Criou-se um grupo que era 3% Argentina. Muito bom ver isso! Eu fiquei impressionada com a rapidez. (...) Foi muito rápido, eu to muito feliz e não esperava esse nível. Muita gente na porta do hotel esperando a gente. Criou-se uma coisa com o fã muito rápido!

Por se tratar de uma série cujo assunto é real e existe, justamente por mostrar dois lados opostos de um mesmo mundo, os atores não se sentiram incomodados. Pelo contrário. Viviane Porto, a Aline, gostou bastante do assunto ter sido abordado em uma série brasileira:

- (A série) fala de uma maneira diferente do que as pessoas normalmente falam. Favela, pobreza. Tem uma série de personagens femininas com uma força. Têm personagens negros que não estão fazendo papeis de personagens negros, que a gente normalmente vê, opinou.

Em um ambiente descontraído, os atores ainda brincaram que o desafio dos cubos, que aparece logo no primeiro episódio, seria o mais tenso para eles passarem, caso estivessem passando no Processo! E caso eles fossem aprovados, sabe o que Vaneza, que interpreta Joana, não gostaria de ver de jeito nenhum no Maralto? Pernilongos!

Representando o Brasil mundo afora, 3% é uma série que incomoda e apresenta um futuro não tão distante assim. Com personagens fortes e situações tensas, a produção surpreende e ainda deixa aquele gostinho de quero mais, algo que os fãs já podem ficaram bem felizes, já que no próprio painel foi anunciado que a segunda temporada está encomendada e deve chegar em breve! Essa Comic Con rendeu, heim?

Bem animados, os atores de Shadowhunters não disfarçaram a alegria de estar no Brasil pela primeira vez e ainda para representar a série que estreará sua segunda temporada no dia 2 de janeiro, pela Netflix. Katherine McNamara, a Claire, Dominic Sherwood, a Jace, Matthew Daddario, o Alec, Emeraude Toubia, a Isabelle, e Alberto Rosende, o Simon, estavam bem à vontade e logo elogiaram os fãs brasileiros, afirmando que o país é fabuloso:

- São as boas-vindas mais calorosas! A gente acompanha as redes sociais desde o primeiro dia, então é incrível conhecer os fãs, disse Katherine.

E contando um pouco mais sobre o que os fãs podem esperar dessa segunda temporada, os atores foram unânimes: poderemos ver uma melhor relação entre os personagens, além de explicar um pouco mais sobre porque eles se comportam da forma como se comportam e o que está por vir no futuro deles. Ansiosos?

Outra coisa bem importante é a tão aguardada chegada de Sebastian, novo personagem da série. Quase soltando spoilers, e sendo repreendida de forma divertida pelos amigos, Emeraude recebeu um reforço de Alberto, que explicou o seguinte:

- Uma coisa muito bonita que nós temos na história é o quanto cada personagem afeta o crescimento dos outros personagens. O quão importante cada personagem é. E toda vez que temos um personagem novo, esse personagem meio que muda o jogo, um pouco.