Gabriel Leone usa roupas de Domingos Montagner ao homenageá-lo em circo

Entretenimento

Gabriel Leone usa roupas de Domingos Montagner ao homenageá-lo em circo

Gabriel agradeceu ao Circo Zanni, fundado por Domingos. O ator esteve na atração recentemente e participou de uma curta temporada, em que teve a chance de usar as roupas de Domingos

Redação Folha Vitória
Gabriel Leone fez homenagem para Domingos Montagner Foto: Reprodução/Instagram

No último domingo, dia 18, aconteceu o Melhores do Ano, premiação que acontece no Domingão do Faustão e elege os artistas que mais se destacaram na dramaturgia, na Globo. Um dos vencedores foi Gabriel Leone, que levou para casa a estatueta de melhor ator coadjuvante por sua atuação como Miguel de Sá Ribeiro em Velho Chico.

Na trama, ele interpretou o filho de Santo, papel que pertenceu a Domingos Montagner, morto após se afogar no rio São Francisco, em setembro desse ano. Ao agradecer o prêmio, o ator se emocionou bastante ao dedicá-lo ao seu paizão:

- Mais do que nunca eu queria fazer uma homenagem aqui. Pra mim, o melhor ator do ano, pra mim a melhor pessoa do ano, com quem eu convivi, com quem eu aprendi e com quem eu tenho certeza que eu vou estar junto e levar pro resto da minha vida... queria dedicar esse troféu ao meu paizão, Domingos Montagner. Que com certeza foi fundamental pra tudo o que tá acontecendo.

Depois, fez questão de agradecer ao Circo Zanni, fundado por Domingos. Gabriel esteve na atração recentemente e participou de uma curta temporada, em que teve a chance de usar as roupas de Domingos e fazer uma emocionante performance de Mais Uma Vez, canção do Legião Urbana. Ao Faustão, ele ainda deu os detalhes:

- Eu tive o prazer de participar do circo Zanni num temporada curta em São Paulo e foi uma experiência única eu poder vestir as roupas do Domingos e fazer um número homenageando ele, de estar em cena na casa dele, com a família dele, com os três pequenininhos, com a Luciana, que é uma artista incrível, e uma mulher forte, que tá segurando muito essa onda e que eu admiro muito.

Segurando um lenço que pertenceu ao Santo na novela, Gabriel ainda disse o seguinte:

- Eu fiz isso porque eu faço questão de me manter perto deles e de tocar os projetos artísticos dele porque realmente o Brasil todo sentiu isso e eu convivi muito pouco tempo com ele, que foi o período da novela, mas foi uma convivência tão intensa que extrapolava toda a parceria, todo o amor que os nossos personagens tinham de pai e filho. Ele continua sendo meu paizão, porque a gente tinha uma relação realmente muito forte.