• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Artistas ganham vida em grafite nos muros de bairros da Grande Vitória

  • COMPARTILHE
Entretenimento

Artistas ganham vida em grafite nos muros de bairros da Grande Vitória

O objetivo do projeto "HistoriArte" é fazer com que a arte chegue mais perto do cotidiano daqueles que não podem aprecia-lá

Charlie Chaplin e Ariano Suassuna, muro em Alto Boa Vista, Cariacica Foto: Divulgação / Crédito: Eliane Chagas

A arte é uma forma do ser humano expressar suas emoções, sua história e sua cultura através de alguns valores estéticos, como beleza, harmonia e equilíbrio. Mas muitas vezes essa arte não é apreciada por todos. Pensando em diminuir essa barreira o projeto “HistoriArte” está mudando a cara de alguns bairros da periferias e nobres da Grande Vitória.

O idealizador do projeto e grafiteiro Starley Bomfim tem como principal objetivo usar a linguagem e a técnica do grafite para realizar um resgate histórico de pessoas que foram iconográficas dentro das suas linguagens artísticas.

“O projeto tem como intuito aproximar arte, cultura e história das pessoas que transitam pelo espaço urbano e comunitário, desmistificando a ideia de que arte se destina apenas para seletos grupos, ou nichos sociais "mais entendidos" de arte”, disse.

Esta iniciativa teve seu pontapé após o projeto ter sido contemplado pelo edital do programa "Caiu na Rede é Jovem", desenvolvido pelo Instituto TamoJunto em parceria com a ArcelorMittal. O programa é voltado a fortalecer ou fomentar iniciativas juvenis.

O objetivo do projeto é fazer com que a arte chegue mais perto do cotidiano daqueles que não podem aprecia-lá. “A ideia é utilizar da linguagem técnica do grafite para realizar um resgate histórico de pessoas que foram ícones dentro das suas linguagens artísticas e também aproximar a arte no cotidiano das pessoas. Para que a arte não fique limitada às pessoas mais estudadas ou galerias de arte. Até porque o grafite tem uma linguagem de rua e já está bem próximo desse cotidiano, então, canalizar ele de uma forma mais informativa”, afirma.

Painéis

Os painéis serão feitos em Cariacica, Vitória, Serra, Vila Velha e Guarapari. As pinturas foram escolhidas através de duas vertentes: pintura e escultura, e música e dança. Em cada painel vai ser fixado um memorial de acrílico contando uma síntese de quem foram essas pessoas homenageadas. 

No município de Serra o trabalho já foi realizado. O bairro Feu Rosa foi contemplado com um os rostos de Portinari e Aleijadinho, dois ícones da arte brasileira. Já em Jucutuquara, na avenida Paulino Miller é possível lembrar de dois jovens com muito talento e que nos deixaram tão cedo. A dançarina de música de rua Foquinha e o cantor de Rap Garcia Gam.

Além de Starley, o grupo é formado por mais quatro integrantes: Jéssyka Florêncio, Liam Bononi, Alexsander Ferreira e Jonathan Emanuel. Eles se desdobram para poder arranjar ajuda pra realizar as pinturas.

“Além da verba do edital também contamos com alguns apoiadores que se interessam pela arte e nos ajudam a divulgar o trabalho, através de amigos ou rede social. Postamos que queremos fazer um grafite em determinado município, a parti daí as pessoas que se interessam nos procuram, depois disso nós vamos ao local e vemos se é propício para a pintura”, conclui.

 O próximo painel será feito na Barra do Jucu em Vila Velha, mas os desenhos ainda não foram definidos.Veja a galeria de fotos. Clique aqui.