Maratonista Paulo Paula dribla frustrações em busca de vaga nas Olimpíadas 2020

Hoje, o Corrida de Rua reproduz uma entrevista exclusiva que o blog Betway Insider fez com o maratonista brasileiro Paulo Paula, que tem duas Olimpíadas no currículo: oitavo colocado nos Jogos de Londres (2012) e 15º no Rio de Janeiro (2016).

Atualmente, não mede esforços para garantir vaga nas Olimpíadas de Tóquio, no próximo ano. Mas o treinamento é bem longe do seu país natal. Desde 2011, o maratonista de 39 anos passa mais tempo em Portugal do que no Brasil. Mais precisamente em Moita, munícipio do distrito de Setúbal, separado de Lisboa pelo Rio Tejo.

Na entrevista, também disponibilizada em vídeo, entre outros assuntos, o corredor falou sobre os motivos pelos quais deixou o Brasil, seu relacionamento com a Confederação Brasileira de Atletismo e suas expectativas para os Jogos de Tóquio 2020.

Em um dos trechos da conversa, Paulo fala que treina sozinho, sem nenhum técnico ou nem mesmo algum tipo de acompanhamento da Confederação Brasileira de Atletismo. Mesmo assim, comemora o índice conquistado para o Mundial do Catar, que será realizado em outubro. O objetivo agora é chegar entre os 10 primeiros, garantindo um lugar nas Olimpíadas de Tóquio: “Eu só fico de fora dos Jogos se me acontecer uma lesão”.

Assim como muitos de nós, Paulo Paula ama correr.  Tira o seu sustento do atletismo, mas treina e disputa as provas com prazer. Não é um simples trabalho. A única tristeza é ter de fazer isso longe do país em que nasceu e que representa mundo afora.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *