Isolamento faz quase um mês. Por isso, não perca força e não deixe de treinar

Já estamos há quase um mês em isolamento social. Mesmo em quarentena, todos especialistas são unânimes ao ressaltar a importância da manutenção das atividades físicas, mesmo que os exercícios sejam feitos em casa.

Se você está há um mês sem fazer exercícios ou sem treinar, é bom buscar disciplina e força para recuperar o tempo perdido. Afinal, você não quer perder toda a sua bagagem de treinos e seu preparo físico. O ideal é estar apto para voltar à rotina assim que esta pandemia passar.

O profissional de Educação Física e responsável pela equipe Ative, Tiago Thomaz, destaca que um atleta que fica um mês sem treinar perde muito.

“Não se trata de memória, mas, sim, de força muscular (e suas variáveis) e até mesmo a resistência aeróbica cai de forma significativa. Os corredores com mais anos de treinos contínuos (os que possuem mais macrociclos de treino e corridas oficiais em seus currículos) terão mais facilidade para recuperar o rendimento físico”, afirmou.

Tiago dá uma sugestão para aquelas pessoas que não estão conseguindo treinar durante o isolamento: “Minha sugestão para aqueles que não estão treinando nada é de se esforçarem para realizar treinos curtos de 20 a 30 minutos de mobilidade, flexibilidade, educativos e força do core”.

Recomendações

Segundo as recomendações mais recentes da Sociedade Brasileira de Medicina Esportiva e do Colégio Americano de Medicina Esportiva, manter-se ativo durante a pandemia do coronavírus traz inúmeros benefícios, entre eles:

  • Manter-se saudável.
  • Melhora da função do sistema imune, otimizando as defesas do organismo diante de agentes infecciosos.
  • Reduzir o sentimento de estresse e ansiedade.
  • Pessoas ativas fisicamente têm menor probabilidade de apresentar diversas doenças, tais como diabetes, hipertensão e outras doenças cardiovasculares, patologias crônico-degenerativas que levam seus portadores a serem considerados de maior risco para a infecção pelo coronavírus.
  • Além de seu papel preventivo, o exercício físico também é uma importante ferramenta no tratamento e controle dessas doenças citadas, pois pacientes descompensados são ainda mais suscetíveis às complicações e agravamentos da infecção pelo covid-19, principalmente os idosos.

Como orientações gerais para a prática de atividade aeróbia, recomenda-se:

  • Tente acumular 150 a 300 minutos semanais com a intensidade moderada.
  • Evite realizar treinamento de alta intensidade e longa duração, eles podem reprimir o seu sistema imune, principalmente para quem não está acostumado e treinando regularmente.
  • Este é o momento de manter a sua forma física e não incrementá-la.
  • Tendo equipamentos aeróbios (bike, esteira, step) em casa, utilize-os.
  • Não tendo, suba e desça as escadas do seu prédio de 10 a 15 minutos, inicie fazendo 1 vez por dia e progrida até conseguir realizar 2 a 3 vezes ao dia.
  • Morando em casa, pule corda ou faça os “saltitos” no mesmo lugar, variando os movimentos de perna e braço.
  • Como alternativa, coloque som na caixa e dance as suas músicas favoritas.
  • Dependendo do seu condicionamento, inicie com 2 a vezes por semana, dia sim, dia não. Percebendo que absorveu bem essa carga de treinamento, faça dois dias sim e um não.

Este é o momento de cuidar da sua saúde e dos seus ao redor, evitando ao máximo a contaminação pelnovo coronavírus.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *