Grande Vitória respira atividade física em todas as idades

(Foto: Diego Alves)
(Foto: Diego Alves)

Desde as primeiras horas do dia, já é possível ver moradores praticando atividades físicas na Grande Vitória. Muitos “madrugam” ou esperam o nascer do sol para suar a camisa e ganhar energia para o restante do dia. Em Vitória, da praia de Camburi até o Tancredão, pessoas de todas as idades respiram e praticam variadas modalidades, como corrida, caminhada, hidroginástica, natação, canoa havaiana e futebol.

Os esportistas aproveitam todos os espaços da capital: o mar, a areia das praias, as quadras e as academias populares. Em todo lugar é possível ver a movimentação de pessoas de todas as idades preocupadas em manter a saúde e o corpo em dia.

É na orla de Camburi que dona Deolinda Matos começa o seu dia. A professora aposentada acorda bem cedo, coloca seu tênis e vai caminhar. “Faço isso religiosamente todos os dias. É o que me faz bem para fazer as atividades do dia a dia. Eu aposentei, mas não deixei meu corpo descansar”, brincou.

Esporte na praia
No módulo I do Serviço de Orientação ao Exercício (SOE) de Camburi, Tânia Faé pratica seus exercícios de segunda a sexta há um ano. Ela revela que o esporte fez bem não só para o corpo e a saúde, mas para o seu interior. “Praticar atividade física é alegria. Senti muita diferença, pois esporte é vida”, disse.

Sonho olímpico
No Centro de Excelência de Ginástica e Lutas, na Vila Rubim, as centenas de crianças e jovens que frequentam o local possuem diferentes sonhos e realizações. Uns levam o esporte como hobbie e outros descobriram novos rumos no esporte. É o caso de Sarah Lissa, de 14 anos, e de Marcos Alexandre, 16, que, em pouco mais de um ano de judô, já avançaram de faixa e são os pupilos do professor Marcus Vinicius.

(Foto: Diego Alves)
(Foto: Diego Alves)

“Quando entrei no judô, achei que não fosse gostar. Mas acabei que peguei um amor enorme pelo esporte. Estou na faixa amarela e pretendo terminar 2015 na faixa verde, graças a esse processo de aceleração que temos feito com o professor Marcus Vinicius”, destacou Sarah.

Marcos Alexandre e Sarah Lissa, acompanhados do professor Marcus Vinícius. (Foto: Diego Alves)
Marcos Alexandre e Sarah Lissa, acompanhados do professor Marcus Vinícius. (Foto: Diego Alves)

Marcos Alexandre Azevedo também tem o mesmo sonho da colega: “Ir para uma Olimpíada”. Ele conta que o judô fez diferença enorme em sua vida: na escola, no dia a dia, na convivência em casa e todos os lugares.

Pratique esporte!!!

Viu algo interessante no mundo do esporte? É só enviar sua sugestão para:[email protected]

Curta o Louca por Esportes no Facebook

Renan Emery e Ramon Rox fazem suas manobras na pista de skate do Tancredão. (Foto: Diego Alves)
Renan Emery e Ramon Rox fazem suas manobras na pista de skate do Tancredão. (Foto: Diego Alves)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *