Vitória realiza evento-teste para a passagem da tocha olímpica na próxima terça-feira

O clima dos Jogos Olímpicos do Rio 2016 já toma conta de todo o País, e Vitória não vai ficar de fora da festa do maior evento esportivo do mundo. A capital vai receber a tocha olímpica no dia 17 de maio.

Para garantir a organização da passagem desse símbolo olímpico, a Prefeitura de Vitória vai realizar, nesta terça-feira (3), a partir das 16 horas, um evento-teste com condutores escolhidos pelos patrocinadores e batedores da Guarda Municipal, em um percurso de 10km.

A rota ainda não é a oficial, uma vez que o trajeto definitivo em Vitória só será divulgado pelo Comitê Olímpico 10 dias antes do revezamento. O comboio de veículos com a equipe responsável pela organização da passagem da tocha partirá do Tancredão a partir das 16 horas com destino à Praça do Papa.

Os veículos serão escoltados pela equipe de batedores da Guarda Civil Municipal, composta por 15 motociclistas, e serão acompanhados ainda por oito viaturas do Grupamento de Operação e Fiscalização de Trânsito da corporação.

Trânsito

O comboio passará pelas avenidas Beira-Mar e Nossa Senhora dos Navegantes. Todos os acessos laterais ao percurso serão temporariamente interditados para a passagem dos carros.

Possíveis retenções podem ocorrer nos semáforos das vias que dão acesso ao percurso, e elas serão estudadas para a previsão de impactos no trânsito no dia da passagem da tocha.img_00038219

Tocha olímpica

 A tocha olímpica é um importante símbolo olímpico, e sua origem é da Grécia Antiga, onde o fogo era mantido por toda a celebração dos Jogos Olímpicos da Antiguidade.

Os gregos fizeram seus primeiros Jogos Olímpicos em 776 A.C, e a cada quatro anos honravam a Zeus e a outras divindades. Diz a lenda que Prometeu teria roubado o fogo de Zeus para o entregar aos mortais e para celebrar a passagem do fogo ao homem.

Os gregos faziam corridas de revezamento, nas quais os atletas passavam a tocha entre si até que o vencedor cruzasse a linha de chegada. Durante a celebração dos Jogos Olímpicos antigos, em Olímpia, mantinha-se aceso um fogo que ardia enquanto durassem as competições. Essa tradição voltou nos Jogos Olímpicos de Amsterdam, em 1928.

Esse sistema de revezamento – acendimento da tocha em Olímpia para depois seguir ao país-sede, passando por várias cidades – teve início nos Jogos Olímpicos de Berlim, em 1936, com a tocha sendo transportada de várias formas: terra, mar e ar. O acendimento da pira olímpica após o revezamento é um dos pontos mais emocionantes de uma Olimpíada.

A tocha Rio 2016 é feita de alumínio reciclado e faz referência às belezas culturais e naturais do País. O amarelo vai representar o sol e o ouro; o verde, as montanhas, morros e vales; o azul, os mares e os rios. A tocha ainda remete ao tradicional e famoso calçadão de Copacabana. O revezamento da tocha no Brasil começa no dia 3 de maio, em Brasília.


 

Viu algo interessante no mundo do esporte?  Envie sugestão para:

[email protected]

Facebook_icon.svg

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *