Curiosidades Olímpicas: conheça a história da tocha olímpica

Falta pouco! A chama olímpica já está chegando no Rio de Janeiro. E no embalo dos Jogos Olímpicos, me veio a curiosidade: quando surgiu a ideia do revezamento da tocha olímpica e quais modelos foram utilizados nas olimpíadas anteriores?

A tocha olímpica é um importante símbolo olímpico e sua origem é da Grécia Antiga, onde o fogo era mantido por toda a celebração dos Jogos Olímpicos da Antiguidade. Na atualidade, em cada edição olímpica, a tocha é acesa meses antes do início, no local dos Jogos Olímpicos da Antiguidade, nas ruínas de Olímpia e segue para o país-sede e circula pelas cidades em forma de revezamento até um dia antes da cerimônia de abertura dos jogos.

Fogo olímpico
Os gregos fizeram seus primeiros Jogos Olímpicos em 776 A.C, onde a cada quatro anos, honravam a Zeus e a outras divindades. As competições marcaram um período de paz em meio às constantes guerras.

Diz a lenda que Prometeu teria roubado o fogo de Zeus para o entregar aos mortais e para celebrar a passagem do fogo de Prometeu ao homem, os gregos faziam corridas de revezamento. Os atletas passavam a tocha entre si até que o vencedor cruzasse a linha de chegada. Durante a celebração dos Jogos Olímpicos antigos, em Olímpia, mantinha-se aceso um fogo que ardia enquanto durassem as competições. Esta tradição voltou nos Jogos Olímpicos de Amesterdã 1928.

O fogo possui um significado divino para muitos povos, incluindo os gregos e estava presente nos santuários de Olímpia e em honra a Zeus. Durante os Jogos Olímpicos da Antiguidade fogos adicionais eram acesos no seu templo e no de sua mulher, Hera. A tocha olímpica moderna é acessa nas ruínas onde costumava ficar o templo de Hera.

Os gregos pararam de organizar os Jogos Olímpicos por cerca de mil anos, retornando em 1896, em Atenas.

Era moderna: revezamento da tocha olímpica
Esse sistema de revezamento: acendimento da tocha em Olímpia para depois seguir ao país-sede, passando por várias cidades, teve início nos Jogos Olímpicos de Berlim 1936 e pode ser transportada de várias formas: em terra, mar e ar. O acendimento da pira olímpica após o revezamento é um dos pontos mais emocionantes de uma Olimpíada e a cada edição, o país-sede busca inovar a ideia. Esse toque de originalidade começou com os espanhóis em Barcelona 1992, quando um arqueiro disparando flecha com o fogo olímpico acendeu a pira. Mas segundo uma filmagem amadora, a flecha passou pela pira, que foi acendida por um dispositivo automático – mas mesmo assim, uma inovação que surpreende o público em cada olimpíada realizada.

Revezamento no Brasil
O modelo da tocha olímpica brasileira é uma dos mais belos de todas as edições e está passando por mais de 300 cidades em um total aproximado de 20 mil km, com quase 15.000 condutores. Vitória , São Mateus, Guarapari, Aracruz e Cachoeiro de Itapemirim foram as cidades do Espírito Santo que receberam a  tocha.

info_tocha_olimpica-rio-2016_1Na capital capixaba a tocha a vai percorreu 32 quilômetros em toda a cidade. Em 2007, durante a realização dos Jogos Pan Americanos, Vitória também recebeu a tocha panamericana.

A tocha Rio 2016 é feita de alumínio reciclado, cheia de cores, dando referências às belezas culturais e naturais do país. O amarelo vai representar o sol e o ouro; o verde as montanhas, morros e vales, azul os mares e os rios. A tocha ainda remete ao tradicional e famoso calçadão de Copacabana.

Confira as tochas olímpicas de Berlim 1936 a Rio 2016:

127cerimonia-tocha-olimpiada-londres-20120510-09-original


Viu algo interessante no mundo do esporte?  Envie sugestão para:

[email protected]

Facebook_icon.svgfoto-instagram-esboco-do-logotipo-da-camera_318-56004

30 Replies to “Curiosidades Olímpicas: conheça a história da tocha olímpica

  1. Iremos transmitir em nosso site, flash das olimpíadas para o mundo todo.
    nosso site é alimentado diariamente com noticias do esporte nacional e tbm mundial. Somos focados e transmitimos semanalmente os jogos do campeonato paulista da segunda divisão.
    Breve estaremos com transmissão do programa Dr. da Bola , sendo transmitido as segundas e sextas feiras no horário das 19:00 hs.
    Acesse o Nosso site
    https://www.doutordabola.com.br
    deixe seu comentário e ou sugestão
    será um prazer falar com você amigo do esporte.!!!

    1. O ritual foi criado para estabelecer um elo entre os jogos da antiguidade e os jogos contemporâneos. A chama olímpica representa a pureza da eterna juventude olímpica. Serve de elo entre o berço das Olimpíadas na Grécia e as cidades-sede, dos jogos contemporâneos.

      A tocha olímpica é acesa em uma cerimônia nas ruínas de Olímpia na Grécia. Raios de sol refletidos por um espelho dão origem à chama. Mulheres vestindo túnicas no estilo grego antigo conduzem todo o ritual e passam a tocha ao primeiro corredor. A tradição é mantida desde os Jogos de 1952 em Helsinque.

    1. Você quer saber a tocha do Rio? O design dela???

      Símbolo dos Jogos Olímpicos da Modernidade, a Chama Olímpica faz parte de um ritual realizado desde a Grécia Antiga. Amsterdã 1928 foi a primeira edição dos Jogos na Era Moderna a ter uma pira Olímpica acesa em um dos seus estádios. Já o revezamento da tocha foi realizado pela primeira vez em Berlim 1936 – com a chama sendo acesa em Olímpia e transportada até a capital alemã –, mas foi em Londres 1948 que a celebração recebeu do Movimento Olímpico o reconhecimento por sua valorização de tradições da Grécia Antiga. Corridas de revezamento da tocha eram organizadas em Atenas como tributo a deuses, e o primeiro participante a chegar ao altar do deus da corrida obtinha a honra de acender o fogo em sua homenagem.

    1. Esse sistema de revezamento: acendimento da tocha em Olímpia para depois seguir ao país-sede, passando por várias cidades, teve início nos Jogos Olímpicos de Berlim 1936 e pode ser transportada de várias formas: em terra, mar e ar.

    1. Símbolo dos Jogos Olímpicos da Modernidade, a Chama Olímpica faz parte de um ritual realizado desde a Grécia Antiga. O fogo sempre teve caráter sagrado para os gregos: para eles, a história humana começa a partir da desobediência do titã Prometeu, que contrariou a ordem de Zeus, o deus supremo, e roubou os fogos dos deuses para dar aos homens, junto com as ciências e artes.

  2. Só gostaria de saber se todos cidadão tem ao direito de carregar a tocha olímpica, pelo meu ver seria só para os atletas, não como esta sendo aqui no Brasil onde todos põe a mão.

    1. Leandro,
      muitas pessoas que carregaram a tocha foram indicadas pelo COI ou patrocinadores. Foram selecionados 12.000 condutores e muito deles, mesmo não sendo atletas, possuem uma história de amor com o esporte, seja através da profissão, de um projeto social e outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *