Atletas capixabas sofrem para manter a rotina na quarentena

Com o isolamento social necessário para o combate ao avanço do Coronavírus os atletas capixabas estão se virando como podem para manter a rotina de treinos para não perderem o condicionamento. O objetivo é estar o mais pronto possível para quando as competições voltarem à normalidade.

Uma das atletas que demonstrou preocupação com as dificuldades da rotina de treinamentos em casa é Hellen Fante. A multicampeã das provas de triatlo no Espírito Santo, falou que tem sido duro manter o foco na rotina de treinos. “Fiquei oito dias sem sair de casa, respeitando a quarentena e mantendo o corpo ativo com exercícios de elástico e cordas. Porém o triatlo precisa de treinos específicos na rua e tive que me adaptar a essa nova rotina. Faço natação na Praia da Guarderia, em Vitória, e aumentei os treinos de ciclismo no rolo que dá para fazer dentro do apartamento.”

Outra grande dificuldade segundo a triatleta é que devido à falta de competição o ânimo para os treinos diminui bastante. Manter o foco nos treinos tem sido o mais difícil. Não temos nenhuma competição marcada por agora e criar ânimo para cumprir uma rotina tão pesada de treinos é um desafio diário.” revelou.

Outro atleta capixaba que tem sofrido para manter os treinos em dia na quarentena é o nadador Felipe Messias. O capixaba que disputaria a seletiva olímpica em abril, no Rio de Janeiro, não vai pra piscina há 30 dias.Já estou há um mês sem treinar especificamente na piscina. O foco é manter a rotina de exercícios em casa e tentar continuar com o físico em dia. Nossa maior perda é na parte técnica. Vai ser difícil entrar novamente em ritmo de competição, mas sabemos que o momento é de cumprir as recomendações de saúde e ficar em casa.”

Viu algo interessante no mundo do esporte?  Envie sugestão para:

[email protected]

Facebook_icon.svgfoto-instagram-esboco-do-logotipo-da-camera_318-56004

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *