Após estreia com derrota, Zé Ricardo admite: Flamengo precisa de ajustes

Esportes

Após estreia com derrota, Zé Ricardo admite: Flamengo precisa de ajustes

Redação Folha Vitória

Rio - O Flamengo não teve a estreia que esperava. No sábado, perdeu para o Vila Nova por 2 a 1 no Serra Dourada, no primeiro amistoso de 2017. Após a partida, o técnico Zé Ricardo reconheceu o que ficou óbvio em Goiânia: ainda há muito trabalho pela frente até a estreia no Campeonato Carioca, no fim de semana que vem, contra o Boavista.

"Percebemos a diferença de alguns dias de trabalho para o adversário. Eles têm características de velocidade, trabalham muito com o jogo de transição. Nos esperaram durante momentos da partida e tiveram êxito nos contra-ataques. Podemos tirar lições. Precisamos fazer ajustes, pois já temos nossa estreia no Carioca semana que vem", comentou o treinador.

Ele escalou o Flamengo com força máxima no primeiro tempo, com o seguinte time: Alex Muralha; Pará, Réver, Rafael Vaz e Jorge; Márcio Araújo, Willian Arão, Diego e Mancuello; Everton e Paolo Guerrero. Essa formação perdeu para o Vila por 1 a 0.

No intervalo, mesmo atrás no placar, o treinador lançou os reservas. E, na coletiva pós-jogo, defendeu a opção. "O planejamento previa essas alterações. Não queríamos correr o risco de que algum atleta sofresse uma carga maior. Estamos vindo de dez dias com alguns treinos em carga integral. Também quis observar nosso elenco", explicou.

Ele elogiou especialmente a estreia do lateral-esquerdo peruano Trauco, que jogou no time reserva. "Ele veio muito bem recomendado. Fizemos um trabalho de análise grande com esse jogador. Participou muito bem durante a preparação que fez conosco nesses primeiros dias. Hoje (sábado) atuou bem e mostrou muita personalidade."