Presidente do Comitê Olímpico Alemão pede banimento da Rússia dos próximos Jogos

Esportes

Presidente do Comitê Olímpico Alemão pede banimento da Rússia dos próximos Jogos

Redação Folha Vitória

Berlim - O presidente do Comitê Olímpico Alemão, Alfons Hörmann, afirmou, em entrevista publicada pelo jornal Die Welt, que defende o banimento da Rússia dos Jogos Olímpicos de Inverno, em 2018, e de Verão, em 2020, caso seja confirmada a participação de dirigentes esportivos russos no escandaloso esquema de doping patrocinado com suposto auxílio estatal, denunciado no início de 2016.

De acordo com Hörmann, o banimento dos Jogos de Pyeongchang e Tóquio seria um "claro sinal" de tolerância zero ao doping, pois 12 medalhistas russos da Olimpíada de Inverno de Sochi, em 2014, são acusados de terem sido beneficiados pelo esquema.

"Se violarem as regras do Comitê Olímpico Internacional (COI) de forma tão clara, então devem enfrentar a forma mais severa de punição", disse Hoermann. "É difícil imaginar que o ROC (o Comitê Olímpico Russo) não sabia de um esquema massivo de doping."

As investigações da Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês) acusam representantes do governo russo e de agências antidoping locais de terem conduzido o sistema de acobertamento das provas, mas poupam o Comitê Olímpico Russo (ROC).

Hörmann diz que, caso as investigações futuras confirmem o envolvimento do ROC no esquema, seria racional para o COI banir a Rússia dos Jogos de 2018 e 2020. O presidente do COI, Thomas Bach, foi o predecessor de Hörmann como chefe do Comitê Olímpico Alemão.