Presidente do Flu admite erro e pede desculpas a Cavalieri e outros dispensados

Esportes

Presidente do Flu admite erro e pede desculpas a Cavalieri e outros dispensados

Redação Folha Vitória

Rio - Na entrevista coletiva que concedeu nesta sexta-feira para falar do acerto de um patrocínio master para o clube, o presidente do Fluminense, Pedro Abad, teve de falar de um assunto bem espinhoso: a dispensa de jogadores no final do ano passado. No dia anterior, o goleiro Diego Cavalieri deu fortes declarações com críticas à forma como deixou o time tricolor. O dirigente reconheceu o erro e aproveitou para pedir desculpas a todos.

"Estou aqui para fazer um pedido de desculpas não só ao Diego (Cavalieri), mas aos demais atletas que foram envolvidos nesse processo. O Fluminense é um clube que tem questão de honra e integridade e, quando a gente erra, a gente assume, admite o erro e tenta melhorar. A insatisfação dele com certeza representa os demais atletas e famílias dos atletas. Deixo aqui o pedido de desculpas do Fluminense e o meu em particular", disse Pedro Abad. Os outros dispensados foram Henrique, Wellington Silva (lateral), Marquinho, Artur, Robert, Higor Leite e Maranhão.

Nesta sexta-feira, o Fluminense anunciou a numeração dos jogadores para a temporada de 2018. Nela, o número 12, usado por Diego Cavalieri, não será mais utilizado por um goleiro. Agora o lateral-esquerdo Marlon ficará com a camisa 12.

"Gostaria de informar também uma homenagem que faríamos ao Diego esse ano. Os goleiros não vão usar a camisa 12, era uma coisa que já estava estabelecida. A maneira como estamos divulgando isso, posteriori à fala dele, pode parecer casuísmo, mas isso já estava estabelecido", revelou Pedro Abad.

Para o clássico contra o Botafogo neste sábado, no estádio do Maracanã, pela segunda rodada do Campeonato Carioca, os jogadores do Fluminense realizaram o último treino nesta sexta-feira e o técnico Abel Braga comandou uma longa atividade tática e em diversos momentos parou para orientar as jogadas e explicar aos atletas a movimentação desejada. Apesar do forte calor, os jogadores trabalharam com bastante movimentação e intensidade.

O treinador utilizará pela primeira vez a equipe principal em um jogo oficial na temporada. O único desfalque em relação aos últimos jogos é o volante Caio, que agradou na partida contra o Boavista, mas acabou recebendo o cartão vermelho.

O time que deverá começar o clássico é: Julio Cesar; Gum, Renato Chaves e Reginaldo; Gilberto, Richard, Douglas, Sornoza e Marlon; Marcos Junior e Henrique Dourado.