• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Torcedor deficiente visual da Desportiva viaja 3 horas para assistir jogo do clube no Capixabão

  • COMPARTILHE
Esportes

Torcedor deficiente visual da Desportiva viaja 3 horas para assistir jogo do clube no Capixabão

O placar da partida não foi o esperado pelo ilustre torcedor - uma derrota da Desportiva -, contudo Pedro emocionou ao demonstrar o amor que sente pelo clube

Pedro Henrique acompanha jogo da Desportiva em Venda Nova do Imigrante | Foto: 

Deficiente visual, o capixaba torcedor da Desportiva Ferroviária Pedro Henrique, de 17 anos, realizou uma viagem de três horas para acompanhar um jogo da equipe pelo Campeonato Capixaba 2018, realizado no município de Venda Nova do Imigrante no último domingo (21). O placar da partida não foi o esperado pelo torcedor - 2x1 para o Rio Branco de Venda Nova -, contudo, Pedro emocionou ao demonstrar o amor que sente pelo clube do coração.

Foram ao todo seis longas horas de viagem, três de ida e três de volta, em um ônibus fretado por membros de torcidas organizadas da equipe. Segundo Pedro, ele acompanha a Desportiva desde 2011, mas essa foi a primeira viagem que fez relacionada ao futebol. "Foi muito tranquilo. A torcida foi bem cuidadosa comigo. Me surpreendi por ser um jogo de longa distância e a torcida comparecer em bom número. Realmente foi muito bom", fala Henrique.

Morador de Goiabeiras em Vitória, o jovem foi influenciado a torcer pela equipe de Cariacica pela prima Marcela Carvalho, de 20 anos, que foi responsável por levar Pedro à sua primeira partida de futebol. "Sou torcedora da Tiva por influência do meu pai. Ele começou a me levar nos jogos em 2011. Foi então que comecei a levar o pedro comigo. Ele acompanhou a Copa Espírito Santo de 2012. Fomos na semifinal contra o Vitória e na final contra o Rio Branco. Quem me influenciou foi meu pai e acabei influenciando o Pedro", revela Marcela.

Torcida da Desportiva em Venda Nova do Imigrante | Foto: Henrique Montovanelli

Pedro Henrique é deficiente visual por conta de um descolamento de retina ou também chamada de desprendimento da retina. A emergência é rara e atinge menos de 150 mil pessoas por ano no Brasil. O descolamento ocorre quando o tecido da parte anterior do olho se desprende da camada de vasos sanguíneos que fornecem o oxigênio e os nutrientes necessários. No caso de Pedro, o desprendimento da retina ocorreu quando ele nasceu, com 5 meses e meio de gestação.

Pedro Henrique e a prima Marcela CarvalhoFoto: Arquivo Pessoal

Mas se engana quem pensa que a deficiência visual impede que Pedro fique por dentro de tudo o que acontece dentro de campo com o clube do coração. "Quase sempre vou aos estádios e é bem tranquilo. Procuro sempre sair de casa com antecedência. Só não compareço ao evento quando tenho um outro compromisso maior. Em relação à visão, eu gosto bastante de ouvir os jogos pelo rádio no estádio e as vezes também falam para mim os lances", comenta o torcedor.

O relato de uma torcedora sobre a presença de Pedro no jogo em Venda Nova do Imigrante comoveu a internet. Veja o relato:

"O que mais me encanta na Desportiva é a torcida, na questão do incentivo ao futebol capixaba. E também os jogadores, a forma com que eles competem... Prova do esforço deles é que já estivemos, por várias vezes, em competições nacionais como Copa do Brasil, Copa Verde e Campeonato Brasileiro", finaliza Pedro.

Reportagem: Breno Ribeiro.