Presidente do Barcelona diz que Real Madrid está por trás de caso Neymar

Esportes

Presidente do Barcelona diz que Real Madrid está por trás de caso Neymar

Redação Folha Vitória

Barcelona - Depois de ser apontado como suspeito em um caso de fraude fiscal sobre a contratação de Neymar, o presidente do Barcelona, Josep Bartomeu, disse que o clube é vítima de um "ataque" envolvendo o rival Real Madrid e o Estado espanhol. Bartomeu declarou em uma entrevista para uma TV da Catalunha que "tudo isso vem de alguém que não queria que (Neymar) viesse para o Barça".

"Tudo que fizemos foi trazer um jogador como Neymar (ao clube). O Barça, seus executivos, seus empregados e seus diretores não fizeram nada de errado", disse Bartomeu. "O pai de Neymar disse que tinha uma oferta melhor do Madrid, e isso não desceu muito bem".

Bartomeu acrescentou que a investigação, que começou com a Corte Nacional espanhola, através do juiz Pablo Ruz, investigando se o ex-presidente Sandro Rosell desviou fundos para esconder o valor pago para contratar Neymar, também foi motivado pelas ligações do Barcelona com o movimento de independência da região da Catalunha.

"Eu não tenho nenhuma prova, mas existem fatos", disse. "No último ano permitimos que o estádio fosse utilizado para o 'Freedom Concert', e nós disputamos um jogo usando a bandeira catalã. A marcha pela independência da Catalunha passou pelo Camp Nou e isso talvez não tenha agradado a todos. Estou convencido de que há certos poderes do Estado que não estão felizes que Neymar chegou ao Barça".

Na última terça-feira, Ruz disse que iria investigar se Bartomeu, como o presidente do clube, fraudou o Fisco da Espanha em 2,8 milhões de euros (aproximadamente R$ 8,7 ,milhões) em 2014. O procurador José Perals disse que os impostos não pagos pelo Barcelona, incluindo o montante atribuído a Bartomeu, superou os 12 milhões de euros (mais de R$ 37 milhões).

Bartomeu insiste que o valor pago pelo Barcelona para contratar Neymar em 2013, quando o brasileiro atuava pelo Santos, foi de 57 milhões de euros (R$ 178 milhões). "Nós dissemos que a contratação custou 57 milhões de euros e mantemos esse valor", disse o dirigente. "Há alguns contratos que o Barça interpreta de uma maneira, e o órgão jurisdicional de outro, e é onde está a diferença".

O presidente do Barcelona está convocado a comparecer perante um tribunal em Madri no dia 13 de fevereiro. Neymar, que completa 23 anos nesta quinta-feira, vem tendo uma excelente segunda temporada pelo clube catalão. Ele é o vice-artilheiro da equipe, atrás de Lionel Messi, com 22 gols marcados em 26 partidas.