Primeiro-ministro britânico afirma que preços dos ingressos são um 'problema'

Esportes

Primeiro-ministro britânico afirma que preços dos ingressos são um 'problema'

Redação Folha Vitória

Londres - O primeiro-ministro da Grã-Bretanha, David Cameron, manifestou, nesta quarta-feira, preocupação com o preço do ingressos adotados em jogos do Campeonato Inglês, na sequência de um protesto de torcedores do Liverpool, que abandonaram o último jogo do time na competição como uma forma de protestar contra o aumento do preço das entradas.

A declaração de Cameron foi dada na Câmera dos Comuns. A Federação de Torcedores de Futebol da Inglaterra apoiou o protesto e defendeu que novas ações como essa sejam realizadas como forma de pressionar os clubes a reduzirem os preços das entradas.

"Há um problema aqui, com os clubes subindo os preços muito rapidamente a cada ano, embora muito do dinheiro do futebol venha, na verdade, através do patrocínio e dos fornecedores de material esportivo", afirmou o primeiro ministro da Grã-Bretanha.

Os clubes da elite do futebol inglês estão para passar a receber 8,3 milhões de libras (aproximadamente R$ 46,8 bilhões) por um novo contrato de três anos pelos direitos de transmissão do torneio.

No último sábado, milhares de torcedores do Liverpool deixaram o Anfield Road aos 32 minutos do segundo tempo - o minuto 77 do jogo - do duelo com o Sunderland como protesto contra a elevação do preço do ingresso de um dos setores do estádio para 77 libras (R$ 434).

Não é apenas na Inglaterra que os torcedores vêm reclamando do alto preço dos ingressos. Na última terça-feira, o protesto foi dos aficionados do Borussia Dortmund, que jogaram bolas de tênis no campo durante partida válida pela Copa da Alemanha.