'O Borja se interessa muito pelo projeto do Palmeiras', diz agente do jogador

Esportes

'O Borja se interessa muito pelo projeto do Palmeiras', diz agente do jogador

Redação Folha Vitória

São Paulo - O Palmeiras voltou a procurar o Atlético Nacional, da Colômbia, para tentar a contratação do atacante Miguel Borja e mesmo com uma proposta inferior a algumas concorrentes, pode levar a melhor. Segundo o empresário do jogador, Ignacio Martán, o interesse em disputar a Copa Libertadores pela equipe paulista é o fator que mais chama a atenção do atleta. A tendência é a negociação ter o desfecho nesta semana.

O agente de Borja contou que o Palmeiras quer pagar cerca de R$ 40 milhões pelo atacante, contra aproximadamente R$ 77 milhões de uma sondagem da China. "Borja gosta muito do projeto do Palmeiras. Ele vai decidir pela sua felicidade em jogar, pela paixão pelo futebol, e não por dinheiro", contou o empresário. "Tomara que nesta semana tudo se decida", disse.

O colombiano se destacou na Copa Libertadores do ano passado ao marcar cinco gols em quatro jogos, todos nas fases decisivas da competição. Aos 24 anos, Borja tem sido convocado para a seleção do seu país e tem interesse em vir ao Brasil para jogar ao lado do ex-companheiro do Atlético Nacional, o meia venezuelano Alejandro Guerra.

O agente de Borja, que também preside o Cortuluá, clube onde o atacante atuou, afirmou que a negociação está no momento sob cuidados das diretorias dos dois clubes. O diretor de futebol do Palmeiras, Alexandre Mattos, conversa diretamente com o presidente do Atlético Nacional, Juan Carlos de La Cuesta, para tentar trazer o reforço.

GUERRA REGISTRADO - O meia Guerra teve o nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF nesta segunda-feira. O jogador dependia desse registro para poder estrear pelo no clube. O venezuelano foi apresentado oficial pela diretoria na última quinta-feira.