• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Liminar pode tirar final da Taça Guanabara entre Flamengo e Boavista do Kleber Andrade

Esportes

Liminar pode tirar final da Taça Guanabara entre Flamengo e Boavista do Kleber Andrade

O documento obriga que o Botafogo ceda o estádio Estádio Nilton Santos para a realização do confronto, caso o Boavista assim desejar

Breno Ribeiro

Redação Folha Vitória

Uma liminar do Tribunal de Justiça Desportiva do Estado do Rio de Janeiro (TJD/RJ) pode tirar a final da Taça Guanabara entre Flamengo e Boavista do Estádio Kleber Andrade, em Cariacica, como estava previsto desde a última terça-feira (14) em confirmação da Federação de Futebol do Rio de Janeiro (FFERJ).

O documento, assinado pelo presidente do TJD/RJ, Marcelo Jucá Barros obriga que o Botafogo de Futebol e Regatas ceda o estádio Estádio Nilton Santos para a realização do confronto, caso o Boavista assim desejar. O Botafogo disse que vai recorrer da decisão.

O Boavista ainda não se posicionou oficialmente sobre a liminar. O clube pode escolher continuar com a realização do jogo em terras capixabas, já que ganhou o sorteio de mandante da partida e pode escolher em qual estádio deseja jogar a final da competição. Além disso, os ingressos para realização do duelo no Kleber Andrade já começaram a ser vendidos.

A liminar

De acordo com o TJD/RJ, a medida se fez necessária tendo em vista a negativa do Botafogo em conceder o estádio Nilton Santos para realização da final, mesmo possuindo obrigação estatutária de ceder a estádio quando requisitado ou quando necessário para a realização de partidas constantes do calendário oficial.

"Condutas como a do primeiro requerido [Botafogo] são absolutamente danosas à competição e a todo o sistema desportivo, pois desvalorizam o campeonato pelo qual ele deveria prezar, maculando a imagem de todas as entidades de práticas envolvidas, da entidade de administração e do próprio Botafogo, que apresentou em nota justificativas vazias, nada razoáveis e que ferem princípios basilares do Direito Desportivo, como a moralidade e o fairplay, o que se lamenta", diz a liminar.

Caso não autorize a realização do confronto no Nilton Santos com desejo do Boavista, o Botafogo pode pagar multa no valor de R$ 500 mil. A liminar também obriga a FERJ a tomar todas as medidas necessárias para operacionalização do que for determinado.