Esportes

De volta ao saibro, Federer confirma presença no Masters de Madri

Redação Folha Vitória

De volta ao saibro nesta temporada, Roger Federer vai retornar ao Masters 1000 de Madri, na Espanha. A presença do suíço na importante competição foi confirmada pelos próprios organizadores, nesta quarta-feira. O torneio será disputado entre 3 e 12 de maio e é um dos preparatórios para Roland Garros.

O anúncio reitera o retorno de Federer ao saibro, piso em que ele não joga desde maio de 2016. Seu último torneio nesta superfície foi o Masters de Roma, quando foi eliminado em seu segundo jogo pelo austríaco Dominic Thiem, um dos maiores especialistas no saibro na atualidade.

A competição em Madri é a segunda grande da gira de saibro na Europa, mas deve ser a primeira de Federer nesta sequência que vai culminar com seu retorno a Roland Garros. O primeiro grande torneio desta série é o Masters de Montecarlo, que não é obrigatório para os principais tenistas do circuito e costuma ser desprezado pelo suíço.

O tenista de 37 anos decidiu que voltará ao saibro indicando que pode ser esta sua última tentativa de jogar num piso que não costuma favorecer o seu estilo de jogo. Nos últimos dois anos, ele pulou esta sequência de torneios da temporada para focar toda a sua preparação para a grama de Wimbledon, onde não teve sucesso em 2018.

Desta vez, Federer quer arriscar um melhor desempenho no saibro, com chances de prejudicar sua preparação para a curta temporada de grama. Assim, voltará a competir em Roland Garros, o que não faz desde 2015 e onde foi campeão por apenas uma vez, em 2009. Trata-se, portanto, do Grand Slam no qual obteve menor sucesso em sua carreira.

Em Madri, Federer fará seu retorno a um torneio em que tem boas memórias no saibro. Ele é o segundo maior vencedor da competição, com três títulos - o último foi obtido em 2012. Só está atrás do espanhol Rafael Nadal, dono de cinco troféus na capital do seu país.

E foi em Madri onde o suíço conseguiu uma das duas únicas vitórias que obteve sobre o rival espanhol numa final em piso de saibro, em 2009. O outro triunfo aconteceu dois anos antes, no então Masters de Hamburgo.

Pontos moeda