• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Dupla brasileira confirma favoritismo e faz 2 a 1 na Argentina na Davis

  • COMPARTILHE
Esportes

Dupla brasileira confirma favoritismo e faz 2 a 1 na Argentina na Davis

Buenos Aires - Em um duelo cheio de emoção, técnica e garra, a dupla brasileira composta por Bruno Soares e Marcelo Melo venceu o confronto contra os argentinos Diego Schwartzman e Carlos Berlocq por 3 sets a 0, com parciais de 7/5, 6/3 e 6/4, em 2 horas e 9 minutos, e garantiu o segundo ponto para o Brasil na disputa pela 1ª rodada do Grupo Mundial da Copa Davis.

O time brasileiro começou o confronto, realizado em Buenos Aires, com a vitória de João Souza, o Feijão, sobre Carlos Berlocq. Ainda na sexta, Thomaz Bellucci perdeu de Leonardo Mayer e cedeu o empate. O Brasil pode voltar a disputar pela primeira vez as quartas de final do Grupo Mundial da Davis desde 2001, quando Guga Kuerten e Fernando Meligeni venceram o Marrocos no Rio de Janeiro por 4 a 1. Basta que Feijão vença Mayer ou Bellucci ganhe de Berlocq neste domingo.

A dupla brasileira começou focada no confronto, com boas trocas de bola e muita variação nas jogadas. O duplista número 3 do mundo, Marcelo Melo, mostrou todo seu poder na rede ao fechar espaços e garantir pontos decisivos para quebrar os argentinos no 12º game e fechar a primeira parcial em 7/5.

No segundo set, a dupla argentina, incentivada pela sempre barulhenta e muitas vezes agressiva torcida local, tentou mostrar alguma resistência mas foi logo superada pela qualidade de jogo da dupla brasileira. Depois de troca de quebras, os brasileiros fecharam a parcial em 6/3.

No último set, com a pressão nos ombros do time da casa, a dupla brasileira manteve o ritmo para quebrar o serviço dos argentinos no sétimo game e fechar com Marcelo Melo na rede, abrindo 2 a 1 no confronto contra a Argentina.

Neste domingo, o número 1 do Brasil, Feijão, encara o número 1 argentino, Mayer, num duelo que promete entrar para a história das disputas entre os dois países. Caso Mayer triunfe, o Brasil ainda pode garantir vaga nas quartas com Bellucci, que encara Berlocq mais tarde.