Em crise, Palmeiras terá sete mudanças para tentar derrotar o Rio Claro

Esportes

Em crise, Palmeiras terá sete mudanças para tentar derrotar o Rio Claro

Redação Folha Vitória

São Paulo - Depois de protestos da torcida, derrotas em sequência, busca por um refúgio e muita conversa, o Palmeiras tem nesta quinta-feira a oportunidade de mostrar que tudo isso valeu para marcar um reinício na temporada. A equipe luta por uma vitória contra o Rio Claro, às 20h30, no estádio do Pacaembu, em São Paulo, pela 13.ª rodada, para restaurar a paz e se manter vivo no Campeonato Paulista.

As quatro derrotas seguidas empurraram o clube para uma grande turbulência e para a lanterna do grupo no Estadual. A comissão técnica encontrou como solução levar o elenco para dois dias de concentração em Atibaia (SP), onde o técnico Cuca comandou dois treinos secretos, embora o último deles também tenha sido tumultuado.

Nesta quarta-feira, um grupo de palmeirenses conseguiu entrar no hotel da equipe para protestar contra a má fase do time. Os torcedores levaram faixas e gritaram enquanto a equipe treinava no campo. Pouco depois, o grupo foi retirado do local pelos seguranças.

O episódio foi o terceiro conflito entre time e torcida em menos de uma semana. No último sábado, palmeirenses entraram no treino do time em São Paulo para conversar com jogadores. Na madrugada de segunda-feira, uma pedra atingiu o ônibus da delegação na estrada, durante o trajeto de volta de Presidente Prudente (SP), onde a equipe foi goleada pelo Água Santa.

Neste clima de fervura, o técnico Cuca deu pistas de que vai mandar a campo uma formação cautelosa, com três volantes, mesmo para enfrentar o time de segunda pior campanha no campeonato. O Palmeiras deve ter sete mudanças na equipe.

Somente a parte final do treino teve a presença dos jornalistas, quando se viu no time titular alterações em todos os setores, exceto no gol. O volante Jean, por exemplo, deve ser improvisado na lateral direita, Thiago Martins entra na zaga, Matheus Sales ganha chance como volante e, no ataque, Barrios retornou de última hora da seleção paraguaia para ganhar a vaga de titular de Alecsandro.

O quinto jogo de Cuca no comando do Palmeiras é o que mais deve ter mudanças no time. O treinador vai experimentar uma tática diferente, com testes na lateral direita e principalmente no trio de volantes.

Uma das principais tarefas do treinador foi conversar bastante com o elenco nos últimos dias e passar confiança. "É o momento dos jogadores da defesa, ataque, quem joga ou não, se fortalecer em dar um pouco mais na partida, porque qualidade não falta. O Palmeiras tem um elenco de qualidade e vai sair desta situação", disse o atacante Alecsandro.