• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Após novo atraso por chuva, Cuevas bate Ramos-Viñolas e fatura tri do Brasil Open

  • COMPARTILHE
Esportes

Após novo atraso por chuva, Cuevas bate Ramos-Viñolas e fatura tri do Brasil Open

São Paulo - Em uma final iniciada na tarde do último domingo e finalizada apenas na noite desta segunda-feira, depois de seguidos adiamentos causados pela chuva em São Paulo, o uruguaio Pablo Cuevas conquistou o tricampeonato do Brasil Open ao vencer o espanhol Albert Ramos-Viñolas por 2 sets a 1, de virada, com parciais de 6/7 (3/7), 6/4 e 6/4.

Vencedor também das edições de 2015 e 2016 do ATP 250 realizado em quadras de saibro em São Paulo, que pelo segundo ano ocorreu no Esporte Clube Pinheiros após deixar de acontecer no ginásio do Ibirapuera, Cuevas obteve um feito inédito nesta segunda, pois se tornou o primeiro tenista a ganhar o torneio por três vezes de forma consecutiva.

Atual 33º colocado do ranking mundial e terceiro cabeça de chave do Brasil Open, o uruguaio assim também se igualou a Nicolas Almagro como maior vencedor do torneio. Entretanto, o espanhol, campeão em 2008, 2011 e 2012, não conseguiu vencer a competição por três anos consecutivos.

O jogo desta segunda-feira, inicialmente programado para ter a sua continuidade no segundo set ao meio-dia, só pôde ser recomeçado depois das 18 horas em razão da chuva constante na capital paulista. O confronto foi reiniciado em empate por 3 a 3 na segunda parcial, depois de Ramos-Viñolas ter vencido o primeiro set no tie-break no dia anterior, quando a partida foi paralisada pela chuva por volta das 18h30.

Então com uma quebra de saque para cada lado no segundo set, o confronto foi reiniciado 24 horas após a sua interrupção nesta segunda-feira e logo de cara teve Cuevas quebrando o serviço do espanhol, cabeça de chave número 1 e atual 24º colocado da ATP. E, em seguida, ao confirmar todos os seus saques, o uruguaio fez 6/4 e empatou a partida.

Já no terceiro e decisivo set, Cuevas conseguiu uma nova quebra no quinto game e depois abriu 5/3. No nono game, Ramos-Viñolas chegou a salvar três match points com o saque na mão reduziu a vantagem para 5/4. Entretanto, sucumbiu no game seguinte, no qual o uruguaio surpreendeu ao sacar por baixo no match point que teve, antes de decretar a vitória neste mesmo ponto.

Esse foi o sexto título de simples conquistado por Cuevas, que no ano passado também foi campeão do Rio Open, ATP 500 realizado também em quadras de saibro. As suas outras taças de nível ATP vieram em 2014, em Umag e Bastad, ambas também neste tipo de superfície.

Encerrado com um dia de atraso por causa da chuva, o Brasil Open teve no último domingo os brasileiros André Sá e Rogério Dutra Silva conquistando o título da chave de duplas ao derrotarem na decisão o compatriota Marcelo Demoliner e neozelandês Marcus Daniell por 2 sets a 1.