Atlético-MG tenta fazer experiência valer na estreia da Libertadores

Esportes

Atlético-MG tenta fazer experiência valer na estreia da Libertadores

Redação Folha Vitória

São Paulo - O Atlético-MG estreia na edição de 2017 da Libertadores nesta quarta-feira. Diante do Godoy Cruz, na cidade de Mendoza, na Argentina, a equipe vai entrar em campo às 19h30 (horário de Brasília) e tentará fazer valer sua maior experiência no torneio, principalmente no que diz respeito aos últimos anos, para sair de campo com a vitória.

Esta será a quinta Libertadores consecutiva do Atlético-MG. Desde a conquista em 2013, a equipe mineira esteve em todas as edições. E a experiência no torneio se faz ainda mais efetiva porque alguns jogadores do elenco estiveram em todas estas participações, como o goleiro Victor, o zagueiro Leonardo Silva, o lateral Marcos Rocha e o atacante Luan.

Mesmo aqueles que não estão no Atlético-MG há alguns anos têm experiência no torneio, casos de Fábio Santos, Elias, Fred, entre outros. Por isso, a expectativa é de que a equipe não sinta a pressão da torcida no estádio Malvinas Argentinas.

Mas o Atlético-MG, mais uma vez, tem que lidar com os desfalques. As lesões vêm assolando o clube já há alguns anos, e neste começo de 2017 não está diferente. O goleiro Victor ainda não atuou na temporada, enquanto o zagueiro Erazo, o meia Maicosuel e o atacante Luan também estão fora graças a problemas físicos.

A esperança, então, recai sobre aqueles que vivem boa fase, caso, especialmente, de Fred. O atacante atravessa grande momento e faz o melhor início de temporada da carreira, pelo menos nos números. Já são nove gols em sete jogos disputados pelo camisa 9 atleticano.

Com um elenco recheado, experiência na Libertadores e jogadores vivendo boa fase, os próprios atletas do Atlético-MG admitem que o time é um dos favoritos ao título. O técnico Roger Machado, no entanto, preferiu exaltar o Godoy Cruz e pediu "respeito" em relação ao adversário.

O Godoy Cruz, aliás, tem contra si a paralisação no futebol argentino, fruto da greve dos jogadores que foi prolongada no fim da semana passada. Por conta do entrevero, a equipe fez sua última partida oficial ainda em 2016, no dia 16 de dezembro. De lá para cá, disputou somente amistosos.

Em meio à paralisação, o Godoy Cruz trocou de treinador - Lucas Bernardi chegou para substituir Sebastián Méndez - e até realizou novas contratações. No entanto, Roger Machado garantiu ter conseguido informações do adversário e prometeu um Atlético-MG preparado para o confronto desta quarta.